CAMPANHA DE GOVERNO

Em primeiro ano de mandato, Pedro Taques cumpre quatro de 23 promessas

Das 23 promessas feitas pelo governador Pedro Taques (PSDB) durante a campanha eleitoral do ano passado, apenas quatro foram cumpridas até o momento.

Outras três foram cumpridas em parte, restando assim, 16 em aberto. O levantamento é do site G1.

As proposituras em questão constam no programa de governo do tucano, que foi registrado junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no ato do registro de candidatura, e reforçada em debates e entrevistas.

Dentre os projetos que já foram implementadas por Taques após ele ser eleito, está a redução dos cargos comissionados de nomeação política. A intenção do tucano era reduzir em 20% o número de cargos.

No decorrer deste ano o governo do Estado conseguiu extinguir 1.057 cargos comissionados, o que representa 25,9% dos cargos comissionados. A medida se deu por meio da aprovação de um projeto de lei por parte da Assembleia Legislativa.

Outra proposta de campanha que o governador já conseguiu cumprir refere-se à divulgação detalhada das metodologias e dados utilizados para o cálculo da receita estimada no orçamento. A medida foi disponibilizada no site da Secretaria Estadual de Planejamento.

Além disso, Taques ainda garantiu que iria reestruturar o sistema prisional do Estado e criar novas vagas para diminuir a superlotação dos presídios.

No início deste mês, foi inaugurado o Centro de Detenção Provisória em Juína, que culminou na criação de 152 novas vagas.

Além disso, está em fase de licitação a construção de três novos presídios em Sapezal, Porto Alegre do Norte e Várzea Grande. Juntos, eles devem ofertar 1,8 mil vagas.

O tucano também já garantiu melhorias na infraestrutura das unidades educacionais de Mato Grosso. Conforme informações da Secretaria de Educação, 13 escolas já passaram por reforma geral e seis tiveram a ampliação de salas de aula.

Outras 65 escolas receberam recursos emergenciais para reformas parciais. Além disso, sete novas escolas foram entregues.

Com relação às promessas que foram parcialmente cumpridas, a que chama mais a atenção é a conclusão das obras da copa do mundo.

Durante a campanha eleitora Taques se comprometeu a concluir todas as obras iniciadas em decorrência dos jogos do mundial.

Ate o momento, entretanto, apenas três das obras que estavam inacabadas foram concluídas. Trata-se do viaduto da Sefaz, duplicação da Rodovia Mário Andreazza e duplicação da Estrada da Guarita.

Ainda precisam ser entregues 17 projetos previstos para a Copa do Mundo, onde estão inclusos o VLT e a Arena Pantanal.

No que diz respeito à Arena Pantanal, o governador garante que a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) irá acionar judicialmente a empresa Mendes Junior, responsável pela obra. Isto porque a obra foi entregue inacabada e a empresa se recusa a fazer os reparos.

Já no que se refere à implantação do novo modal de transporte, Taques afirma que ainda não tem nenhuma definição quanto ao assunto.

Ele irá aguardar a conclusão dos trabalhos de consultoria realizados pela empresa KPMG para poder se posicionar sobre qual caminho deve seguir.

Desta forma, além de concluir estes quatro projetos já iniciados, Taques ainda tem mais 16 promessas de campanha para concluir.

Entre as principais estão a redução do índice de evasão escolar, criação de centro de ressocialização e pavimentação das rodovias estaduais.

Diante disso, Taques avalia a sua gestão como regular, atribuindo nota 6,5 ao seu governo até o momento.

O tucano atribuiu esta média à situação crítica em que encontrou o Estado quando assumiu o comando do Palácio Paiaguás.

De acordo com o chefe do Executivo estadual, se as condições fossem melhores, daria para evoluir mais no sentido de concretizar as políticas públicas.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *