https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/12/SANTA-ROSA.jpg

SANTA ROSA

Obra que seria para Copa, trincheira ganha novo prazo de entrega

Prevista inicialmente para ser entregue em abril de 2014, a obra da trincheira do Santa Rosa, na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá, ganhou novos prazos de execução e vigência.

Agora, conforme termo de aditivo publicado ontem no Diário Oficial do Estado (DOE), a construtora Camargo Campos S.A. Engenharia e Comércio, responsável pela obra, que está parada, tem 210 dias para concluir os trabalhos, contados a partir da assinatura da ordem de reinício dos serviços.

O tempo de vigência do contrato é de 360 dias, ou seja, encerra-se em 25 de setembro de 2016. Já a autorização da retomada da construção só acontece após análise e aprovação por parte do Tribunal de Contas do Estado (TCE) do novo cronograma estabelecido pelo Estado, conforme Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) assinado no último dia 15.

Somente após essa avaliação do TCE é que o Estado dará a ordem de serviço prevendo o reinício das obras, que já alcançam cifras de R$ 27,8 milhões. São quase cinco milhões a mais do inicialmente previsto que era de R$ 22,9 milhões.

O termo de aditivo também oficializa a transferência do contrato da extinga Secretaria Extraordinária para Copa do Mundo (Secopa) para a Secretaria de Estado das Cidades (Secid).

Somando a trincheira do Santa Rosa, o Estado contabiliza 22 TAGs assinados junto ao TCE referentes a 22 contratos e 19 obras.

Todas previstas para ser entregues até o fim de 2016. Entre elas, estão o Complexo Viário do Tijucal, implantação da estrada Parque Barbado, COT UFMT, aeroporto e Arena Pantanal, que neste último caso conta com três contratos distintos.

Estas cinco já tiveram a ordem de serviço formalizada e retomada. No caso da Arena Pantanal, apenas o contrato com a construtora Mendes Júnior, responsável pela parte física (interna e externa) do estádio, encontra-se emperrado por conta de uma justificativa financeira apresentada pela empresa. Porém, o Estado vem buscando medidas para dar continuidade à obra já concluída em 97%.

O trânsito ao longo da trincheira Santa Rosa encontra-se liberado, mas a obra, que atinge 520 metros de extensão, ainda carece de acabamento, correções de não conformidades e cimbramento, conforme diagnóstico feito em levantamento do Estado.

Foto: Diário de Cuiabá

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *