CATEGORIA 'B'

Empresa diz que uso de simulador de direção não encarece CNH em MT

A empresa ProSimulador encaminhou nota ao Mato Grosso Mais para se posicionar sobre a reportagem “Detran obriga autoescolas de MT adquirir simulador de direção em 180 dias“.

A reportagem traz a informação que o Detran de Mato Grosso baixou uma portaria para que no prazo de seis meses as autoescolas do Estado passem a usar o simulador de direção nas aulas para alunos que vão tirar a CNH categoria ‘B’.

De acordo com um dono de CFC de Cuiabá, o uso do simulador pode aumentar o valor da CNH.

Segundo a empresa, não haverá aumento nos custos para tirar a CNH categoria “B”, já que os candidatos, segundo a ProSimulador, realizarão parte das aulas no simulador das 25 que já foram pagas.

Ela também pontua que adota o sistema de comodato, no qual os Centros de Formação de Condutores não têm custos com compra do simulador.

Este valor é, em média, 50% inferior àquele já pago pelo aluno.

A ProSimulador também destaca que as autoescolas não são obrigadas a ter esses simuladores, podendo optar pelo uso compartilhado.

Ou seja, autoescolas de pequeno porte podem utilizar um mesmo aparelho com outros CFCs.

VEJA NOTA NA ÍNTEGRA

A ProSimulador, uma das empresas homologadas pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para o fornecimento de simuladores de direção veicular para autoescolas de todo Brasil, gostaria de fazer alguns esclarecimentos ao Mato Grosso Mais sobre a matéria “Detran obriga autoescolas de MT adquirir simulador de direção em 180 dias”, de 10 de janeiro de 2016.

Esclarecemos, primeiramente, que autoescolas e alunos não terão aumento nos custos, visto que as cinco aulas obrigatórias no simulador de direção serão substitutivas, ou seja, os candidatos à obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) já pagam por 25 aulas e, dessas, realizarão parte no equipamento.  

A ProSimulador adota o sistema de comodato, no qual os Centros de Formação de Condutores não têm custos com compra do simulador.

Este valor é, em média, 50% inferior àquele já pago pelo aluno. 

A utilização do simulador de direção tem, inclusive, o potencial de reduzir os custos das autoescolas, visto que evita os investimentos em combustíveis e manutenção veicular; mantém alunos e instrutores em segurança, num local fechado; proporciona parte das aulas noturnas no aparelho, evitando, assim, os gastos com adicionais noturnos aos instrutores. Além de um mesmo instrutor poder atender mais de um aluno simultaneamente. 

Vale destacar que as autoescolas não são obrigadas a ter esses simuladores, podendo optar pelo uso compartilhado.

Ou seja, autoescolas de pequeno porte podem utilizar um mesmo aparelho com outros CFCs. 

Em nosso modelo de negócios entregamos e instalamos o equipamento, treinamos os instrutores, mantemos o software atualizado com a legislação vigente e todas as melhorias tecnológicas, realizamos manutenção preventiva e corretiva, fazemos reposição de peças danificadas e desgastadas pelo uso, oferecemos suporte completo e dispomos de equipes e centros de distribuição de peças regionalizados, que garantem atendimento eficiente para que o simulador não fique sob qualquer circunstância parado e, também, um sistema de gestão das aulas, treinamentos presenciais e ensino a distância (EAD) para constante atualização dos instrutores, diretores em geral e de ensino sobre o equipamento, a legislação de trânsito e sobre o conteúdo pedagógico das aulas. Tudo sem qualquer custo adicional.

Estamos à disposição para sanar quaisquer dúvidas quanto às questões acerca da utilização dos simuladores de direção veicular no processo de obtenção da CNH.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *