https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/ASSEMBLEIA-LEGISLATIVA-FOTO-e1519160096972.jpg

SEM POLÊMICA

Deputados fazem autoconvocação e dispensam salário ‘extra’ de R$ 600 mil

Fablício Rodrigues

Decisão unânime do Colégio de Líderes transformou a convocação extraordinária, feita pelo governo do estado de Mato Grosso, em autoconvocação, dispensando assim o pagamento de R$ 25,3 mil em subsídio salarial a que teriam direito todos os 24 deputados pela antecipação do final do recesso parlamentar.

Com essa decisão, os cofres da Assembleia Legislativa deixam de perder em torno de R$ 600 mil.

“Gostaria de comunicar a decisão unânime do Colégio de Líderes, que acolheu um pedido nosso e do 1º secretário, deputado Nininho (PR), em nome da Mesa Diretora, para que os deputados estaduais abrissem mão do recebimento dos valores referentes à convocação extraordinária”, disse o presidente, Guilherme Maluf (PSDB), para quem a decisão demonstra o desprendimento dos deputados para com os cidadãos mato-grossenses.

Guilherme Maluf sinalizou ainda que, segundo a Constituição de Mato Grosso e o Regimento Interno da ALMT, em seu artigo 35, os deputados estaduais têm direito de receber pela convocação extraordinária.

“Nossa missão enquanto legisladores é fazer o melhor por Mato Grosso e essa é uma demonstração de desprendimento por parte de todos os deputados estaduais”, disse o presidente.

Veja Mais

Um comentário em “Deputados fazem autoconvocação e dispensam salário ‘extra’ de R$ 600 mil”

  1. Muito bem ! concordo plenamente, pra que querem tanto dinheiro? Qdo uns nao tem nada. Ainda mais depois que os ladroes desfalcaram Mato Grosso por tantos anos, nao vai ser facil recuperar.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *