PARQUE TIA NAIR

Promotor diz que prefeitura não poderia ter feito concessão e vai ouvir Mendes

O promotor do Meio Ambiente, Gerson Barbosa, disse, em entrevista ao Mato Grosso Mais, nesta segunda-feira ((25), que a prefeitura de Cuiabá não poderia ter realizado a concessão pública com a ZF Comunicação, já que o local se trata de um comodato e não uma área pública. O promotor disse que a prefeitura tinha conhecimento da situação.

Gerson revelou que abriu uma investigação a partir de uma denúncia e comentou que a concessão não é alvo, ainda, mas que estará dentro desse procedimento.

O promotor disse que o Parque Tia Nair é um local que foi criado a partir de um Termo de Ajustamento de Conduta com o empreendimento Alphavile.

O Alphavile ficou responsável pela manutenção do Parque de 2006 a 2010, e que a partir desse período, segundo o promotor, uma lei municipal deveria ter sido criada para tornar o espaço uma área pública.

No dia 17 de fevereiro, o promotor disse que deve ouvir o prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), para que ele explique essa situação.

Ainda segundo Barbosa, ele pontuou que encontrou com o prefeito um dia no Parque Tia Nair e que o mesmo teria prometido resolver as pendências do Parque.

A empresa de Ziad vai poder explorar o parque de forma comercial e a concessão junto à prefeitura deve girar em torno de 20 anos.

Segundo o secretário de Cultura de Cuiabá, Alberto Machado, 4 empresas participaram da licitação, que ocorreu em novembro do ano passado, mas só a ZF conseguiu chegar ao final das exigências.

Porém, nos bastidores, muita gente já sabia que a ZF ganharia a licitação.

O secretário Alberto Machado disse como a concessão deve ser feita. Ouça áudio abaixo:

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *