EMERGÊNCIA

Governador sobrevoa cidades alagadas em Mato Groso e monta força-tarefa

O governador Pedro Taques, preocupado com o grande volume de chuvas em Mato Grosso nas últimas semanas, foi conferir de perto, neste domingo (24) a situação em algumas áreas de risco na Região Oeste do Estado, afetadas pelas cheias dos rios Aguapeí e Alegre.

Acompanhado dos secretários de Infraestrutura, Marcelo Duarte, de Cidades, Eduardo Chiletto, e de Assistência Social, Valdiney Arruda, o governador visitou as cidades de Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade e Porto Espiridião e montou uma força-tarefa que dará apoio aos municípios.

“Neste momento difícil, é fundamental que o Estado atue rapidamente, de forma estratégica e integrada, para que nenhum mato-grossense fique para trás”, afirmou o governador, que também visitou escolas que estão servindo de abrigo e pousou em três pontos afetados, conversando com os moradores para saber detalhes do ocorrido e apurar as principais necessidades das famílias.

Pontes e Lacerda e Vila Bela já decretaram a situação de emergência. O mesmo será oficializado nos próximos dias para Porto Espiridião.

“Estamos tratando de decretar situação de emergência nos municípios e, principalmente, cuidando da distribuição de água e alimentos para as famílias desabrigadas. Já enviamos ao local cestas básicas, água, colchões e cobertores”, explicou o governador.

Dados parciais mostram que até o momento são cerca de 40 famílias desabrigadas em Porto Esperidião e Vila Bela da Santíssima Trindade, enquanto em Pontes e Lacerda centenas estão ilhadas em diversas comunidades.

O isolamento deve-se pela destruição de 14 pontes nas três cidades e outras 35 danificadas, sendo que 14 estão totalmente intrafegáveis em Pontes e Lacerda.

A Defesa Civil também já está nos locais, auxiliando os desabrigados, que estão alojados em escolas e quadras de esporte.

Com o apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), os secretários de Cidades e de Infraestrutura fizeram o sobrevoo com o objetivo de mapear as áreas alagadas.

A pedido do chefe do Executivo, o helicóptero do Ciopaer vai continuar na cidade até quarta-feira (27.01) para atender as demandas da população.

Força-tarefa

AnEM

“Cuidaremos de concentrar novos esforços do Estado para auxiliar as vítimas desta tragédia. Buscaremos também, por meio do Núcleo de Ações Voluntárias, doações para os desabrigados. Não vamos descansar até que a situação se normalize”, garantiu Pedro Taques.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *