TRAGÉDIA EM CUIABÁ

Diretor-geral da Polícia Civil diz que delegado pode ganhar ‘perdão judicial’ após morte do filho

O diretor-geral da Polícia Civil de Mato Grosso, Adriano Peralta, disse que o delegado Geraldo Gerzoni, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), pode ganhar o “perdão judicial”, pela morte do filho, de 2 anos, que foi vítima de asfixia.

O menino foi esquecido dentro do carro da família e acabou não resistindo e morreu no final da tarde de ontem. A criança ainda chegou a ser encaminhada para uma unidade de saúde particular da Capital.

Segundo Peralta, a legislação brasileira dá possibilidade de o caso ser “perdoado”, já que o sofrimento é considerado muito maior que a pena que seria aplicada.

O diretor disse que um inquérito será instaurado e todos os procedimentos serão executados, como interrogatórios e diligências. Com informações do RepórterMT

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *