https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/01/12373249_1055246727860821_2366011297091062340_n.jpg

BASTIDORES ELEITORAIS

Ezequiel Fonseca é cotado para substituir Perminio Pinto na Seduc

Presidente do diretório estadual do PP, o deputado federal Ezequiel Fonseca é um dos nomes cotados para assumir a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), em substituição ao atual secretário Perminio Pinto (PSDB).

O tucano é um dos nomes cotados para concorrer a prefeito de Cuiabá e deve deixar a Pasta para viabilizar o projeto político da legenda na Capital.

A indicação de Ezequiel Fonseca à Secretaria de Estado de Educação faz parte de um projeto de ampliar o grupo político em favor do governador Pedro Taques (PSDB), considerado uma jovem liderança da classe política do Estado.

Se assumir a vaga de secretario de Estado de Educação, Ezequiel Fonseca deixaria o mandato para ser exercido pelo médico José Augusto Curvo, que para herdar a vaga em definitivo de deputado federal aceitaria trocar o PDT pelo PP.

Nos bastidores, a indicação de Ezequiel Fonseca para assumir a titularidade da educação não sofre resistência do Palácio Paiaguás.

Isso porque o parlamentar é professor de Matemática e atuou como um dos secretários-adjuntos durante o mandato do ex-governador e atual senador da República Blairo Maggi (PR). Ou seja, prevalece o entendimento de que consegue conciliar o perfil técnico com o político.

Esse processo de transferência do parlamentar para a titularidade da educação em Mato Grosso levaria a ser sacramentada a aliança PSDB-PSB, afastando assim o PMDB de um palanque que dê apoio à reeleição do prefeito Mauro Mendes.

Alçado a uma condição de líder do partido desde que deixou o PDT, o governador Pedro Taques já declarou publicamente que tem resistências em dividir o palanque com o PMDB por conta da oposição que exerceu enquanto senador da República ao mandato do ex-governador Silval Barbosa.

O prefeito Mauro Mendes afirma que pretende tomar uma decisão se disputa ou não a reeleição somente no final de março.

Nos bastidores, Mendes acredita que unir PSDB e PMDB em seu palanque sacramenta a eleição em primeiro turno, ainda mais diante de um cenário político com votos pulverizados.

São pré-candidatos a prefeito de Cuiabá o ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva, a ex-senadora Serys Slhessarenko, o procurador da Fazenda Nacional, Mauro César Lara de Barros, o Procurador Mauro (Psol), e o jornalista José Marcondes, o Muvuca, recém-filiado ao PMDB.

Foto: Reprodução/Facebook

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *