https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/01/IMG-20160128-WA0063.jpg

TRAGÉDIA NO TRÂNSITO

Filho de servidor do Gabinete de Comunicação do Estado morre atropelado por carreta

Já está sendo velado o corpo de Maisson Aurélio Rondon, de 28 anos, na Capela Jardins, em Cuiabá.

Ele morreu na tarde desta quinta-feira (28), na Capital, após ser atropelado por um bitrem, na Avenida Ciríaco Candia.

Maisson é enteado do repórter cinematográfico do Gabinete de Comunicação do Governo do Estado, Natalino Nascimento.

O ACIDENTE

Rondon estaria parado próximo a calçada, aguardando a vez para entrar na perimetral no momento do acidente.

O rapaz, de 28 anos, era funcionário de uma empresa de contabilidade e estava trabalhando no momento do acidente.

O motorista do caminhão fazia o contorno da Rua Daliberto da Costa quando atingiu a vítima e tentou fugir do local, mas foi cercado pelas pessoas presentes.

Na tentativa de evitar agressões, o condutor chegou a pegar carona com outro caminhoneiro que passava pela via, mas uma das testemunhas conseguiu dirigir até este segundo caminhão e cercá-lo, “jogando” seu carro na frente do veículo pesado, e causando uma colisão leve.

A Polícia Militar foi acionada e conduziu o suspeito pelo atropelamento, em segurança, até uma viatura. A identidade do homem não foi divulgada.

Equipes da Polícia Civil, Fiscais de Trânsito e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), também trabalharam no local.

A ocorrência deixou o trânsito na região bastante lento no sentido da Avenida que dá acesso a Várzea Grande.

De acordo com a prima da vítima, Yayana Ferreira da Mata, parte da família mora nas proximidades onde aconteceu o acidente ocorrido, no bairro Santa Isabel, e foi avisada assim que o desastre aconteceu. Ela explica que a intenção das pessoas não era agredir o motorista, e sim evitar que ele deixasse o lugar e ficasse impune.
“Ele estava bastante agressivo, desceu do outro caminhão querendo agredir meu pai, que foi quem o fechou e evitou a fuga. Não queremos que mais uma situação como essa seja ignorada, por isso pedimos justiça.”

Maisson Aurélio era casado e deixa dois filhos pequenos. Devido ao peso do bitrem, ele morreu na hora. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito. Com Olhar Direto
Foto: Internauta

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *