https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/POLÍCIA-MILITAR.jpg

SEGURANÇA DE MOMO

Mais de 6 mil profissionais atuarão em Mato Grosso nos dias de carnaval

Divulgação

Governo do Estado convoca mais 1.340 candidatos do concurso. Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) apresentou nesta terça-feira (02) o planejamento operacional integrado do “Carnaval com Segurança 2016”, que acontecerá de 05 a 10 de fevereiro.

Representantes das forças de segurança – Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros e Politec – apresentaram o plano de atuação que será desempenhado em duas frentes: prevenção e fiscalização. Serão empregados mais de 6 mil profissionais.

Em Mato Grosso são 72 municípios que terão festejos, com 80 locais de folia. Somente a Polícia Militar terá mais de 5 mil policiais trabalhando e 411 viaturas em atuação.

O Corpo de Bombeiros empregará um efetivo de 221 militares e 53 viaturas. A Polícia Civil contará com 1.014 policiais e 145 viaturas e a Politec com 274 servidores.

Barreiras e comboios serão realizados nos municípios de Acorizal, Chapada dos Guimarães, Cuiabá, Várzea Grande, Nossa Senhora do Livramento e Santo Antônio do Leverger.

A operação “Carnaval Com Segurança 2016” tem como foco ações integradas e pontuais a serem realizadas em todos os pontos com previsão de carnaval de rua, através do policiamento ostensivo nos comboios veiculares, bem como atividades de fiscalização contra incêndio e pânico, atividades de Polícia Judiciária e Inteligência e perícias de maneira geral. Com isso, promover e proporcionar ordem e segurança aos foliões e à população.

“As forças de segurança estarão trabalhando de forma integrada para um melhor resultado. Vamos atuar com policiamento ostensivo forte, com o emprego de policiais a pé, de motocicleta, patrulhamento aéreo e cavalaria”, destacou o secretário de Estado de Segurança Pública, Fábio Galindo Silvestre.

Lei Seca

Durante as festividades de carnaval acontecerá também vários pontos de blitz da “Operação Lei Seca” na capital e no interior. Inicialmente, será um trabalho preventivo, e posteriormente, repressivo.

Participaram também da coletiva com a imprensa o comandante geral da Polícia Militar, coronel PM Gley Alves de Castro, o delegado geral da Polícia Civil, Adriano Peralta, comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel BM Júlio Cezar Rodrigues e o diretor adjunto da Politec, Reginaldo Rossi, o superintendente da Polícia Rodoviária Federal, Kellen Arthur Preza Nogueira, representantes da Guarda Municipal de Várzea Grande e Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *