Corregedoria da PM ouve policiais militares envolvidos em prisão de Faissal Kalil

A Corregedoria da Polícia Militar de Mato Grosso deve ouvir nesta quinta-feira (4) os dois policiais militares envolvidos na prisão do vereador por Cuiabá, Faissal Kalil (PSB).

Os policiais serão ouvidos pelo corregedor, coronel Wilson Batista.

Corregedor da PM, Wilson Batista vai ouvir policiais envolvidos em prisão de Faissal Kalil

Corregedor da PM, Wilson Batista vai ouvir policiais envolvidos em prisão de Faissal Kalil

Nesta terça-feira (2), Faissal Kalil deu depoimento à Corregedoria.

De acordo com Batista, após ouvir os envolvidos, a corregedoria poderá abrir uma sindicância contra os policiais para apurar a conduta dos mesmos na ocorrência.

A sindicância deve durar até 90 dias.

Em entrevista dada ao Mato Grosso Mais, Faissal disse que foi agredido pelos policiais porque queria informações sobre a irmã dele que estava detida dentro da viatura da PM.

Mesmo identificando como advogado, o policial negou que Faissal falasse com a irmã.

Diante disso, Faissal resolveu pegar o celular e filmar toda a situação, quando, segundo ele, começou a ser agredido.

No vídeo abaixo, Faissal dá mais detalhes sobre o assunto.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *