https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Policia_civil-e1490622227905.jpg

VEJA VÍDEO

Polícia prende homem que matou a tiros mecânico por engano em Mato Grosso

Divulgação

A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa conseguiu solucionar o assassinato de um mecânico ocorrido em 7 de outubro do ano passado, em Várzea Grande.

Isso foi possível graças a uma ronda que o Bope fez no último fim de semana e prendeu André Teodorico Gomes, de 31 anos, conhecido como Andrezinho.

O suspeito, no dia da abordagem do Bope, deu o nome de Jean Marcos Alves Pereira. Ele foi encaminhado ao Centro de Ressocialização de Cuiabá por porte ilegal de arma de fogo.

Após ser encaminhado para a Delegacia de Homicídio, o delegado Antonio Carlos Araújo solicitou que fosse feita um confronto de digitais. O resultado apresentou que se tratava de André o homem preso pelo Bope.

Ouvido na DHPP, o suspeito confirmou que foi o autor do homicídio e a polícia civil cumpriu o mandado de prisão preventiva contra ele.

Segundo Araújo, Andrezinho disse que foi para matar um outro funcionário, e que o motivo seria um desentendimento. “A gente acredita que a ordem para que André matasse o seu alvo partiu de um presídio”, comentou.

O CRIME

O crime aconteceu na tarde de 07 de outubro de 2015, em uma oficina mecânica chamada “Safira” localizada no bairro Cohab Cristo Rei, em Várzea Grande.

A vítima, Josemir de Lima Cirilo, 25, trabalhava no local quando um homem armado entrou na oficina e efetuou entre 05 a 06 disparos de arma de fogo, contra a vítima.

Delegado Antonio Carlos Araújo. Foto: Assessoria

Nas investigações, os policiais civis descobriram que André Teodorico, portador de tornozeleira eletrônica foi o autor do crime. De acordo com o delegado de polícia que presidio o inquérito policial, Antonio Carlos de Araujo, após o crime “Andrezinho” durante conversa, em um bar no bairro Maringá em Várzea Grande, acabou contanto aos colegas que havia matado o “cara” errado, uma pessoa trabalhadora e pai de família.

Conforme depoimento de testemunhas, o criminoso usava um boné escuro e segurava um capacete quando adentrou no estabelecimento, se aproximou de Josemir é perguntou se ele era “Nanhá”.

A vítima negou, mas, mesmo assim, o suspeito em posse de um revólver calibre 38 atirou contra Josemir, fugindo em seguida em uma motocicleta.

Diante dos indícios, o delegado representou pelo mandado de prisão preventiva pelo crime de homicídio qualificado.

Com a ordem judicial decretada pela Comarca de Várzea Grande, os investigadores iniciaram as diligências para localizar e prender o suspeito.

No decorrer da apuração, o Núcleo de Inteligência e Monitoramento de Tornozeleiras, informou que André havia conseguido violar o uso da tornozeleira um dia após cometer o homicídio. (Com Assessoria)

Veja Mais

2 comentários em “Polícia prende homem que matou a tiros mecânico por engano em Mato Grosso”

  1. martelinho disse:

    esse martelinho de ouro é uma excelente ferramenta.. obriagdo pela dica

  2. Mecânica poderá usar o martelinho de ouro
    vi neste site http://kitmartelinhodeouro.com/

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *