https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/mosquito-da-dengue-1024x707.jpg

GUERRA CONTRA O MOSQUITO

Casas sem criadouros do Aedes Aegypti poderão ganhar dinheiro de prefeitura de Mato Grosso

Ilustrativa

Para combater o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus, a Prefeitura de Diamantino (190 km de Cuiabá) partiu para criatividade, firmou parceria com a cooperativa de créditos Sicredi Ouro Verde e a empresa Águas de Diamantino e vai sortear R$ 5 mil, no total, para moradores que deixarem suas residências sem o foco do mosquito.

Para ganhar é preciso primeiro contar com a sorte, depois manter a residência limpa e longe do mosquito.

Os agentes comunitários de saúde entregam um cupom em cada residência, ao longo dos meses de janeiro e fevereiro, que deverá ser preenchido pelo proprietário do imóvel ou inquilino e depositado até o dia 20 de fevereiro em uma das urnas localizadas na sede da Prefeitura ou na cooperativa Sicredi Centro/Novo Diamantino.

No dia 21 de cada mês, entre fevereiro e novembro, uma residência será sorteada, após o sorteio a residência receberá a visita de um agente de saúde e um membro da cooperativa, verificando que não há focos do Aedes o sorteado é contemplado com uma poupança de R$ 500.

“Nosso intuito está na prevenção, o foco da campanha ‘Casa Limpa, Poupança Cheia’ é que as residências permaneçam limpas o ano todo. Nosso maior apoiador tem que ser à população, além de propagar saúde, os munícipes ao participarem da campanha podem ganhar dinheiro na poupança”, informou o prefeito Juviano Lincoln.

A secretária municipal de Saúde e Vigilância Sanitária Adélia Maria dos Santos destacou que o trabalho no combate ao mosquito tem que ser coletivo e incessante.

“Mesmo Diamantino não tendo casos alarmantes nós agimos no trabalho preventivo e educativo. Contamos com a cooperação de todos e quem ganha somos todos nós”.

– Outras ações

As equipes da Prefeitura agem com limpeza dos terrenos públicos, limpeza nos canteiros, recolhimento de pneus inservíveis, notificação em terrenos baldios, recolhimento de entulhos nos bairros de acordo com cronograma feito entre as Secretarias de Obras; Saúde e Meio Ambiente.

De acordo com dados da Vigilância Ambiental, até o momento foram recolhidos mais de 250 caminhões de entulhos.

Outra alternativa é espalhar na cidade um arsenal de proteção com armas biológicas. O Governo Municipal realiza a distribuição de sementes de crotalária juncea, plantada nos quintais das casas age como cobertura natural.

Ao florescer a leguminosa atrai o inseto voador conhecido como libélula, que coloca seus ovos em água parada e limpa.

Se no local tiver larvas do Aedes elas serão ingeridas pela libélula. Além disso, a própria libélula quando adulta se alimenta do mosquito Aedes.

Veja Mais

Um comentário em “Casas sem criadouros do Aedes Aegypti poderão ganhar dinheiro de prefeitura de Mato Grosso”

  1. Jair Vieira disse:

    Conheçam esse programa de afiliado que
    não precisa pagar nada para se cadastrar.
    Cliquem no meu Nome e Confira!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *