https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/02/alegemas.jpg

CARGA MÁXIMA

GCCO deflagra operação para prisão de 23 criminosos na capital

Vinte e três mandados de prisão preventiva e 19 de buscas e apreensão estão sendo cumpridos na operação Carga Máxima, da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

A operação foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (18.02) pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil, com foco na repressão à criminalidade na Grande Cuiabá.

A operação conta com a parceria da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), para cumprimento de mandados de prisão dentro de unidades prisionais.

As investigações conduzidas ao longo de seis meses pelo GCCO apontam que o grupo criminoso praticava diversos crimes em Cuiabá e Várzea Grande como roubos ao comércio e residências, homicídios consumados e tentados, roubos de carros e motos, armas e munições.

Sete homicídios e duas tentativas são atribuídos a membros da quadrilha. Os assassinatos foram cometidos nos meses de novembro e dezembro de 2015 e os inquéritos estão em trâmite na Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP).

O secretário de Estado de Segurança Pública, Fábio Galindo, considerou que o resultado apresentado pela investigação é “mais um golpe forte na criminalidade organizada, resultado de um trabalho de inteligência policial.

As buscas permitirão a produção de provas mais robustas e as prisões tiram de circulação lideranças negativas envolvidas diretamente com homicídios e roubos na capital, crimes graves que atingem diretamente a sociedade. Nosso compromisso é sermos incansáveis contra o crime”, afirmou.

O delegado titular do GCCO, Mario Dermeval Aravechia de Resende, informou que durante as investigações 10 pessoas foram presas em flagrante por crimes cometidos nas duas cidades e apreendidos 79 quilos de entorpecentes, três armas de fogo e sete veículos.

“Os trabalhos da operação prosseguem ao logo do dia com interrogatório dos presos e identificação de novos crimes praticados pelos criminosos”, disse o delegado.

Por conta do sigilo das investigações, os nomes dos presos não serão revelados. Os mandados foram expedidos pela Vara do Crime Organizado de Cuiabá.

Para operação foram empregados 80 policiais civis, entre delegados, investigadores e escrivães, lotados na Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHHP), Delegacias de Roubos e Furtos de Cuiabá e Várzea Grande, Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva), Delegacia Especializada de Entorpecentes (DRE), Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), Gerência de Operações Especiais (GOE) e o GCCO.

Veja Mais

Um comentário em “GCCO deflagra operação para prisão de 23 criminosos na capital”

  1. security disse:

    Graças , eu tenho sido recentemente busca para Detalhes sujeitas para as idades eo seu é o melhor tenho descoberto até agora.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *