ASSASSINATO DE LEOPOLDINO

Liminar do Superior Tribunal de Justiça suspende novo julgamento de Josino Guimarães

O ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Jorge Mussi, concedeu liminar em habeas corpus na qual suspende o júri popular do empresário Josino Pereira Guimarães que estava marcado para o dia 24 de fevereiro.

O julgamento é referente a morte do juiz Leopoldino Marques do Amaral, executado no dia 7 de setembro de 1999 após denunciar venda de sentenças e outros esquemas de corrupção no Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Essa seria a segunda vez que Josino seria levado a júri popular pela suspeita de ser o mandante do assassinato.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *