https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Policia_civil-e1490622227905.jpg

EM MATO GROSSO

Pai não aceita gravidez da filha de 15 anos e mata rapaz a pauladas

Divulgação

O homicídio de um jovem, morto após engravidar uma menina, de 15 anos, em Brasnorte (579 km a Noroeste) foi esclarecido, na operação da Secretaria de Segurança Pública “Carga Máxima”.

Identificado como autor do crime, o pai da garota, O. C., se apresentou com advogado, nesta terça-feira (23), na Delegacia de Sapezal (480 km a Noroeste).

Lucas Ferreira Batista, de 21 anos, trabalhava em um posto em Campo Novo do Parecis e procurou o pai da adolescente, com a intenção de assumir a criança.

O crime aconteceu, por volta das 15 horas, de sexta-feira (19.02), quando a vítima foi até a propriedade da família, no sítio Cascavel, na Gleba Paloma, zona rural de Brasnorte, para conversar com o pai da garota.

Ao chegar na propriedade, o suspeito pegou uma espingarda e efetuou um disparo para o ar.

Um amigo que acompanhava a vítima, fugiu quando eles iniciaram o desentendimento.

O rapaz tentou conversar com o pai da garota, mas foi expulso da propriedade a pauladas, na cabeça.

Ele foi encontrado já sem sinais vitais, a 500 metros da propriedade, tendo como causa da morte traumatismo craniano.

Segundo a Polícia, o suspeito não aceitava a gravidez da filha, uma vez que a adolescente alegou que o jovem  havia colocado alguma coisa na bebida dela, para conseguir consumar a relação sexual, tendo ela sido vítima de estupro.

A adolescente estava grávida de aproximadamente 7 meses e a relação sexual com o jovem, aconteceu na casa de uma amiga em comum, em Campo Novo do Parecis.

O suspeito se apresentou, na tarde desta terça-feira (23), na Delegacia de Sapezal, onde foi ouvido pelo delegado André Luís Barbosa.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *