MOVIMENTO MUDA BRASIL

Após ser cabo eleitoral de Lula, Dilma e Silval, Blairo chama população para 13/03

Até parece que vai, mas o megabilionário ex-governador e atual senador Blairo Maggi (PR) está convocando a população cuiabana para no dia 13 de março, domingo, participar da manifestação intitulada “Movimento Muda Brasil” que é contra a administração feita pelo governo do PT no país.

Maggi alega que para que o Congresso Federal tome alguma medida contra Dilma Rousseff (PT) é preciso que haja essa pressão popular.

O que chama a atenção nesse chamamento é que o próprio senador foi cabo eleitoral do ex-presidente Lula, quando o petista estava indo para o segundo mandato, e da atual presidente da República, Dilma Rousseff, por duas vezes.

Com a liderança política que tinha à época, Blairo ajudou a colocar o PT em Brasília, muito embora em Mato Grosso o PT nunca tenha vencido uma eleição presidencial, salvo engano.

Mas não se pode desprezar o prestígio e os votos conseguidos por Blairo, um defensor da política petista, para Lula e Dilma.

Lembrando que a Operação Lava Jato e Zelotes, da Polícia Federal, a cada dia que passa chega mais perto de Lula.

Ainda no primeiro apoiamento para Dilma, em 2010, Blairo também lançou aqui no Estado o seu sucessor, Silval Barbosa (PMDB).

O ex-governador do PMDB está preso há mais de cinco meses no Centro de Custódia de Cuiabá acusado de fraude na concessão dos incentivos fiscais, além de dois ex-secretários, sendo o Pedro Nadaf (PR) também gestor de primeiro escalão na gestão Maggi.

E um terceiro ex-secretário, Eder Moraes, preso pela PF, acusado de violar a tornozeleira eletrônica por quase 100 vezes.

Eder foi condenado pela Justiça Federal de Mato Grosso a quase 70 anos de prisão em decorrência da Operação Ararath.

Em sua sentença, o juiz Jeferson Schneider diz que Blairo e Silval tinham conhecimento das operações financeiras obscuras praticadas por Eder para levantar dinheiro para campanha eleitoral, entre outros.

Ainda pesa contra o peemedebista uma investigação por fraude na venda e compra de terras feitas pelo Estado.

Conhecida como Operação Seven, Silval e Pedro Nadaf tiveram a segunda prisão preventiva decretada pela Justiça.

A última do senador de Mato Grosso. Noivou por duas vezes com o PMDB, na hora de casar, acabou deixando o vice-presidente, Michel Temer, e o presidente interminável da Legenda no Estado, Carlos Bezerra, sozinhos no altar.

Temendo um palanque contra o atual governador Pedro Taques (PSDB), decidiu ficar no PR, que agora tenta de alguma forma uma aproximação com o Palácio Paiaguás, via Mauro Mendes (PSB).

Veja Mais

Um comentário em “Após ser cabo eleitoral de Lula, Dilma e Silval, Blairo chama população para 13/03”

  1. Manoel Antonio Scavalcante disse:

    Seu comentário possui palavras ofensivas. Por favor, refaça!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *