https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/prefeitura-de-Cuiabá.jpg

MULTA DE R$ 50 MIL

Desembargador do Tribunal de Justiça considera ilegal paralisação dos médicos em Cuiabá

Divulgação

A Prefeitura de Cuiabá conseguiu na Justiça a decretação da ilegalidade da greve dos médicos da rede pública da capital, marcada para ter início nesta segunda-feira (07).

A decisão é do desembargador Gilberto Giraldelli, do plantão judiciário do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Além de decretar a ilegalidade da paralisação o desembargador Giraldelli,  estabeleceu  uma multa diária de R$ 50 mil,  caso do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed-MT) descumpra  sua decisão. A decisão foi dada no início da tarde deste domingo ( 6).

A decisão do Tribunal de Justiça atende a uma liminar impetrada pela Procuradoria Geral do Município pedindo de antecipação de tutela tendo como argumento principal o fato de o Sindimed mais uma vez tentar deflagrar um movimento paredista sem iniciar negociações com a Prefeitura de Cuiabá.

 “Mais uma vez a diretoria do Sindemed tomada uma decisão radical tentando paralisar a categoria, sem antes expor suas propostas e buscar a negociação. E mais uma vez a justiça entende que eese movimento é ilegal“, afirmou o procurador geral do município, Rogério Gallo.

O procurador disse também esperar que a direção do sindicato não embarque os profissionais em mais um movimento que só causa desgastes a eles e prejuízos à população. “Esperamos que a diretoria do sindicato tenha sensibilidade, venha para a mesa de negociação e evite atos que provoquem prejuízos à população”, reforçou Gallo.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *