https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/GAECO-e1458074267353.jpg

OPERAÇÃO MESTÁSTASE

Juíza concede HC e ex-chefe de gabinete de José Riva é libertada após 5 meses

Divulgação

A ex-chefe de gabinete do ex-deputado José Riva – sem partido -, Maria Helena Caramelo, conseguiu a liberdade nesta segunda-feira (7).

A decisão é da juíza substituta da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Renata do Carmo Evaristo Parreira, que revogou a prisão preventiva.

Caramelo estava presa no Centro de Custódia de Cuiabá desde o dia 13 de outubro do ano passado, quando foi presa durante a Operaçao Mestástase – Célula Mãe, realizada pelo Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado – Gaeco –  que ainda investiga desvios de recursos por meio da verba de suprimentos.

Segundo a investigação do MPE, o valor desviado chegaria a perto de R$1,8 milhão.

Além de Maria Helena Caramelo, o Gaeco acusa Riva e o ex-chefe de gabinete do ex-deputado, Geraldo Lauro.

Mesmo sendo solta, Maria Helena Caramelo deve seguir algumas normas adotadas pela Justiça, como: comparecer a cada 30 dias em juízo para nformar e justificar suas atividades, proibição de manter contato com qualquer um dos corréus bem como testemunhas arroladas e também se aproximar ou frequentar a Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Também deverá permanecer em casa no período no período das 20h às 6h.

Nos finais de semana e feriado o recolhimento de Maria Helena deverá ser em período integral. Ela também está proibida de ausentar-se de Cuiabá e também de realizar viagens internacionais, pois seu passaporte foi confiscado, mas não precisará usar tornozeleira.

Na mesma decisão de soltura de Caramelo, a juíza negou o HC impetrado pela defesa de Geraldo Lauro.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *