COMPRA DE AVIÃO

Secretário sai de férias para se defender de auditoria que apontou superfaturamento

O Gabinete de Comunicação do Governo de Mato Grosso informou que o secretário-chefe da Casa Militar, coronel PM Airton Siqueira Júnior, se afastou do cargo por cinco dias, em período de férias regulamentares, para providenciar e compilar documentos de defesa referente a procedimento administrativo aberto contra servidores por suspeitas de irregularidades na aquisição de aeronave, no ano de 2014, gestão do ex-governador Silval Barbosa.

Neste período, o tenente-coronel Evandro Lesco, secretário adjunto da Casa Militar, responderá pela pasta na ausência do titular.

A Controladoria Geral do Estado (CGE) produziu auditorias em diversos contratos do Governo, conforme estabelecido nos Decretos n. 02/2015 e 04/2015, assinados em janeiro do ano passado pelo governador Pedro Taques (PSDB).

As auditorias foram executadas com base em critérios como volume financeiro, impacto social e oportunidade; e apuraram a tramitação e execução de contratos em toda administração estadual.

Um dos contratos auditados trata da aquisição de uma aeronave para a unidade de operações aéreas da Secretaria de Estado de Segurança Pública, conforme o relatório 0089/2015, cujo recurso para compra provém de um convênio no valor de R$ 3,1 milhões firmado com o Ministério da Justiça, com a contrapartida do Estado. Foram apontadas no relatório irregularidades no processo licitatório.

À época da aquisição, o coronel PM Airton Benedito de Siqueira Júnior, hoje chefe da Casa Militar, era o responsável pelo Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). Ele irá providenciar documentos de defesa para juntar aos autos.

O Governo de Mato Grosso reafirma sua confiança no secretariado, nomeado obedecendo critérios técnicos e as diretrizes da Lei da Ficha Limpa.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *