NO DIÁRIO OFICIAL

Citado em auditoria da CGE por compra de avião, secretário-chefe da Casa Militar se afasta por 5 dias

O secretário-chefe da Casa Militar, Coronel PM Airton Benedito Siqueira Júnior, deixará de comandar a pasta pelo período de 5 dias. A informação consta no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (9), que não traz o motivo da ausência.

Segundo a portaria, Siqueira Júnior ficará de 8 a 13 de março fora, em seu lugar, assume o secretário adjunto, Ten Cel PM Evandro Alexandre Ferraz Lesco.

Na última semana, uma auditoria da Controladoria Geral do Estado (CGE) detectou um suposto superfaturamento na compra de uma aeronave pelo Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) durante a gestão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

O relatório apontou irregularidades que teriam sido cometidas pelo então secretário de Estado de Segurança e hoje presidente da Arsec (Agência Municipal de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá), Alexandre Bustamante, e pelo atual secretário-chefe da Casa Militar, coronel Airton Siqueira Júnior.

Pela auditoria, Bustamante homologou a compra e autorizou 90% do pagamento de um avião semi-novo, adquirido a um valor superior ao de mercado em cerca de R$ 500 mil, no ano de 2014. O fiscal do contrato por parte do Governo do Estado era Airton Siqueira, então comandante do Ciopaer.

Siqueira ainda não se pronunciou sobre o assunto, já Bustamante alegou que nunca foi chamado para dar esclarecimentos.

lesco

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *