https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/03/vereadores.jpg

VG EM EBULIÇÃO

Câmara analisa nova denúncia contra prefeita e ainda pode cassar 2 vereadores

Dois vereadores de Várzea Grande estão com a corda no pescoço e podem ser cassados na sessão desta quarta-feira (9) por causa da situação que envolve a Câmara e a prefeita do município, Lucimar Campos (DEM).

Hilton Gusmão do Pros e Nilo Campos do PV estão sob a mira dos colegas de parlamento.

O primeiro pode ser cassado por causa do filho que prestou serviços como dentista sem ser habilitado na profissão.

Ele foi contratado pela prefeitura para trabalhar em um posto de saúde no bairro Manaíra.

Já a situação do vereador Nilo Campos não tem a ver com a acusação envolvendo o site dele com pedofilia, mas sim porque o mesmo, segundo fontes da Câmara, teria votado pela permanência de Lucimar Campos na prefeitura.

Campos teria assinado uma carta de renúncia caso votasse contra o que foi acordado com os outros vereadores.

NOVA DENÚNCIA CONTRA LUCIMAR SERÁ APRECIADA HOJE

Uma nova denúncia contra a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (DEM), deverá entrar na pauta de votação da sessão ordinária desta quarta-feira (9), na Câmara de Vereadores.

Desta vez, a democrata é acusada de direcionar licitação para contratação de empresa para reformar unidades escolares do município, como recuperação e revisão em telhados e forros em PVC, cujo valor soma mais R$ 268 mil.

Nos documentos, a servidora denúncia sobre dispensa de licitação nº 333804/2015, autuada pela Prefeitura em 25/09/2015 sobre a contratação de uma empresa.

Para Maria Aparecida, a empresa vencedora  não preencheu os requisitos de habilitação exigidos no termo do edital e por isso há indícios de que a referida contratação teve o direcionamento de favorecimento.

A denúncia também aponta que 15 dias antes de ser escolhida pelo município para tocar as obras de recuperação das creches e unidades escolares, a empresa já tinha conhecimento que seria a contratada, pois, teria recolhido a taxa – Registro de Responsabilidade Técnica – RRT -, no Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *