EXTORSÃO DE ATÉ R$ 300 MIL

Cinco jornalistas são presos pela Delegacia Fazendária acusados de extorsão

Cinco jornalistas foram presos na manhã deste sábado (12) por extorsão de autoridades públicas, empresários e pessoas físicas com alto poder aquisitivo.

A prisão foi efetuada na operação denominada “Liberdade de Extorsão”, da Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), inserida na operação da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Carga Máxima.

Quatro jornalistas de um mesmo grupo de Comunicação foram presos por mandados de prisão preventiva.

O quinto jornalista teve mandado de prisão temporário cumprido, também por crimes de extorsão.

O delegado da Fazendária, Anderson Veiga, informou que todos os cincos jornalistas estão envolvidos em coação e extorsão de pessoas, principalmente agentes políticos importantes, empresários com contratos no poder público, das quais foram obrigadas a pagar quantias vultuosas, entre R$ 100 a 300 mil, para não terem informações divulgadas nos veículos sobre, supostas irregularidades em contratos administrativos, corrupção ativa e passiva, entre outras negociatas.

O grupo vinha agindo há vários anos. “O valor é variável, dependendo da capacidade econômica de cada vítima”, disse.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *