https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/03/pajero_11_03.jpg

CARRO DE LUXO

Policial Militar é preso com Pajero roubada e não paga fiança de 50 salários

Uma Pajero roubada e com os chassis adulterados foi apreendida pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA), da Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (11), na posse de soldado da Policial Militar, que sabia a origem ilícita do veículo que comprou em 2014.

O veículo estava em uma reformadora, na região do Coxipó, com denúncias de que no local havia um carro roubado.

Em checagem a informação, os policiais estiveram no estabelecimento e com autorização do proprietário fizeram vistoria na oficina, encontrado a Pajero prata, ano e modelo 2007/2008, placas aparente MZG 2721, de Natal (RN).

Os policiais constataram que a numeração do chassi do vidro pertence a outro veículo semelhante, placas MZG 7766, Natal (RN), que está com registro de roubo ocorrido em setembro de 2011, na cidade de Natal.

O dono da reformadora informou aos policiais que o veículos foi deixado no local em dezembro de 2015, por um homem chamado A.P.S., conhecido por Souza, e que este seria policial militar.

O proprietário ainda disse aos policiais que não sabia da origem ilícita do veículo em sua oficina.

Ao ser chamado na Delegacia, o policial confessou o crime.

Ele disse que comprou o veículo no ano de 2014, que sabia da sua origem ilícita e tinha deixado  a Pajero escondida na oficina, pois estava tentando vender o veículo.

O delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira disse que por esta razão e considerando os indícios apurados, tanto o dono do estabelecimento, A.N.J, onde o veículo estava escondido, quanto  o policial militar, A.P.S, foram autuados em flagrante por crimes de receptação.

O proprietário da oficina teve fiança aplicada, o valor de três salários mínimos, que após pagamento foi colocado em liberdade.

O policial militar teve fiança arbitrada em 50 salários, que não foi recolhida. Ele foi encaminhado para audiência de custódia.

Participaram das diligências os investigadores Robson Adilson Bulhões, Josino Serra Neto, Jean Fernandes Camargo, Juracy de Campos Aguiar, Paulo Sérgio dos Santos, Joelbel Hedvirgio da Cruz e Bruno Raphael de Freitas. Sendo o flagrante presidido pelo delegado de polícia Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, titular da Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *