https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/POLÍCIA-MILITAR.jpg

NO BOSQUE DA SAÚDE

Ladrão morre em confronto com PM após assalto com família refém em Cuiabá

Divulgação

Governo do Estado convoca mais 1.340 candidatos do concurso. Foto: Divulgação

Um assaltante, de 55 anos, foi morto pela Polícia Militar, após ter participado do sequestro de uma família, na noite deste sábado (12), no bairro Bosque da Saúde, em Cuiabá.

De acordo com o boletim de ocorrência, o assaltante estava em companhia de três comparsas, que, por volta das 19h30, renderam um casal e a filha de apenas oito anos de idade, enquanto eles estavam chegando em casa.

Segundo o B.O., a Polícia Militar foi acionada por uma testemunha.

Quando os militares chegaram ao local, um dos assaltantes gritou de dentro da casa que havia mais suspeitos, todos armados e com a família de refém.

Ao saber que se tratava de reféns, imediatamente, os policiais solicitaram apoio de mais viaturas, da Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam), do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e do helicóptero da Secretaria de Segurança Pública.

O comandante do Bope, José Nildo, foi quem conduziu as negociações com os bandidos.

Assustados, dois dos três bandidos se renderam horas depois e libertaram os reféns.

A polícia recebeu informações de vizinhos que ainda havia um terceiro bandido, que estava escondido no banheiro de uma casa abandonada, ao lado da residência das vítimas.

Após entrarem na casa pra averiguar, os policiais se depararam com o assaltante, que os recebeu com tiros. Os militares revidaram e acertaram o bandido na região do tórax.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel (Samu) foi acionada e levou o criminoso até o Pronto-Socorro Municipal, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

Ainda conforme o B.O., uma mulher, de 48 anos, estaria dando apoio aos assaltantes.

Ela compareceu na delegacia e informou que estava grávida e começou a passar mal.

A mulher foi levada para UPA do bairro Morada do Ouro, onde foi constatado que ela não estava gestante e que teria mentido seu nome para os policiais primeiramente.

Em seguida, foi encaminhada para a delegacia.

Toda a ação durou cerca de cinco horas. O casal e a criança não tiveram ferimentos.

Os dois criminosos foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Cuiabá.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *