https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Policia_civil-e1490622227905.jpg

LIBERDADE DE EXTORSÃO

Auditor da Prefeitura de Cuiabá é preso suspeito de vazar informações a jornalistas

Divulgação

Um auditor fiscal da Prefeitura de Cuiabá foi preso na tarde deste sábado (12.03), na operação “Liberdade de Extorsão”, da Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), da Polícia Judiciária Civil, que prendeu nesta manhã cinco jornalistas acusados de crimes de extorsão praticados contra autoridades públicas, empresários e pessoas físicas com alto poder aquisitivo.

A ação está inserida na operação da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Carga Máxima.

O auditor  teve mandado de prisão temporária (5 dias) cumprido em sua casa, no bairro CPA 3, na Capital.

Ele é acusado, supostamente, de vazar informações sigilosas da Prefeitura para a prática de extorsão, que eram cometidas pelos jornalistas junto a agentes políticos importantes, empresários com contratos no poder público, os quais foram obrigadas a pagar quantias vultuosas, entre R$ 100 a 300 mil, para não terem as informações divulgadas nos veículos, sobre supostas irregularidades em contratos administrativos, corrupção ativa e passiva, entre outras negociatas.

Pela manhã foram presos em cumprimento de mandado de prisão preventiva quatro jornalistas que administram três veículos de comunicação. Um quinto jornalista está preso por mandado de prisão temporária (5 dias), por ligação também em crimes de extorsão.

Todos serão interrogados nos próximos dias pelo delegado Anderson Veiga.

Participaram da operação policiais civis da Delegacia Fazendária, unidades da Diretoria de Atividades Especiais e policiais da Diretoria de Inteligência.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *