https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/03/LULA1.jpg

APENAS UM 'REFRESCO'

Prefeitura de Cuiabá libera nova pista na Prainha com acesso à Av. Dom Bosco

Desde o fim de semana já está liberada a nova pista exclusiva construída na Avenida Tenente Coronel Duarte (Avenida da Prainha) e que permite acesso à Avenida Dom Bosco.

As obras de alargamento da avenida foram realizadas em um trecho de cerca de 300 metros entre os cruzamentos das avenidas XV de Novembro e Dom Bosco e visam corrigir problemas de mobilidade urbana causados pelas intervenções feitas para a implantação do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).

Na manhã desta segunda-feira (14), a Secretaria de Obras Públicas está concluindo a retirada dos blocos de concreto (gelo-baiano) colocados ao longo da vala que foi aberta para a implantação do VLT e que orientavam os motoristas para evitar acidentes.

A Secretaria de Obras Públicas também está finalizando as obras de meio-fio e vai iniciar ainda esta semana a construção de mais uma pista no canteiro central com uma extensão de 120 metros, que vai até próximo à Praça Ipiranga.

As obras, realizadas para melhorar o fluxo de veículos, foram executadas em um trecho onde estão localizados o Colégio São Gonçalo, igreja, bancos, comércio e unidades de saúde. Nos horários de pico ocorria congestionamento no local, o que foi agora corrigido com o alargamento da pista.

Conforme o secretário de Obras Públicas, Marcelo de Oliveira, a partir da rede de supermercados Atacadão, a Avenida Prainha se estende por seis pistas e a chegar a Avenida XV de Novembro, a via afunilava para duas pistas devido aos blocos de concreto colocados naquele trecho.

“No trecho há a entrada e saída do estacionamento do colégio, um ponto de ônibus e as seis pistas se transformavam em uma pista, causando congestionamento do trânsito nas proximidades da Rua Major Gama no horário de pico”, explicou.

Estas obras marcam o inicio da recuperação das avenidas Prainha, Historiador Rubens de Mendonça (Avenida do CPA) e mais para frente da Fernando Corrêa da Costa. Conforme parceria firmada entre o Estado e o Município, serão investidos nas obras R$ 14 milhões.

A Prefeitura de Cuiabá vai entrar com R$ 5,5 milhões para bancar a mão de obra e o Governo do Estado com mais R$ 8,5 milhões correspondentes a materiais de construção. A previsão de conclusão das obras é de 180 dias.

Esta requalificação é uma medida paliativa, até que o Governo do Estado tenha condições de retomar e concluir as obras do VLT.

“As obras vão representar um impacto positivo na mobilidade urbana daquela região, e não vão comprometer as futuras obras do VLT, porque utilizamos ali materiais que poderão, inclusive, ser reaproveitados quando aquelas obras forem retomadas”, complementou Marcelo de Oliveira.

Foto: Tchélo Figueiredo

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *