FORA DE CIRCULAÇÃO

Quadrilha acusada de roubar Havan de Cuiabá é presa pela Polícia Civil

Quatro pessoas envolvidas no roubo da loja Havan foram presas, na manhã desta sexta-feira (18.03), na operação da Secretaria de Segurança Pública “Carga Máxima”, de combate a criminalidade no Estado.

A ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), da Polícia Judiciária Civil, deu cumprimento a 10 ordens judiciais, sendo 6 mandados de buscas e apreensão e 4 de prisão.

As ordens judiciais foram cumpridas nos bairros Santa Isabel, Santa Angelita e Doutor Fábio, em Cuiabá.

Os presos são suspeitos e  identificados nas investigações da Derf como autores do assalto a loja Havan.

Mais dois suspeitos que estavam com a prisão decretada pela participação no crime, não foram localizados e são procurados pela Polícia.

O crime aconteceu no dia 26 de fevereiro, quando uma suspeita acompanhada do adolescente V. O. S., 17, entraram na loja, armados, após receberem informações privilegiadas sobre o local.

A dupla rendeu o segurança da empresa e anunciou o assalto, chamando pelo nome de uma funcionária que tinha a chave do depósito dos aparelhos celulares. A suspeita usava uma pistola 380, roubada.

Em seguida, outros dois suspeitos entraram na loja para auxiliar na subtração dos produtos.

Na ação criminosa, foram levados 95 aparelhos celulares novos e aproximadamente R$ 3 mil em dinheiro.

Do lado de fora da empresa, um dos acusados com outros comparsas já identificados, dava apoio a ação, em um veículo Fiat Palio, com o rádio ligado na frequência do Ciosp, visando dar apoio a ação dos colegas sobre qualquer aproximação da Polícia.

Segundo as investigações da Derf, o roubo foi praticado após um ex-funcionário de uma empresa que faz a segurança da loja Havan, passar informações sobre o local.

O suspeito recebeu alguns aparelhos roubados em troca das informações.

Ele foi identificado e está com mandado de prisão em aberto pela participação no crime.

Após serem identificados, a delegada Jannira Laranjeira Siqueira Campos representou pelo mandado de prisão e busca e apreensão de 6 suspeitos.

As ordens judiciais foram decretadas pela Justiça e cumpridas, na manhã desta sexta-feira (18), a equipe da Derf.

A suspeita já estava presa por outro crime e teve o mandado cumprido na Penitenciária Feminina da Capital.

“As investigações continuam com objetivo de localizar os dois foragidos e identificar outras pessoas envolvidas no crime”, destacou a delegada.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *