SODOMA 3

Defaz realiza nova operação e Silval e ex-secretário têm novas prisões

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), pela Polícia Judiciária Civil, deflagrou na tarde desta terça-feira (22.03) a operação Sodoma 3 para o cumprimento a mandados de prisão preventiva.

A investigação é conduzida pela Delegacia Especializada de Crimes Contra a Administração Pública e Contra a Ordem Tributária (Defaz).

As ordens de prisão tinham como alvo o ex-governador do Estado de Mato Grosso, Silval da Cunha Barbosa, o ex-secretario de administração, Pedro Elias Domingos de Mello e o ex-chefe de gabinete do governador Silval Barbosa, Silvio Cezar Correa de Araujo.

Um mandado de busca e apreensão domiciliar foi cumprido em desfavor de Pedro Elias. As diligências estão em andamento.

A terceira fase da operação Sodoma é consequência da Sodoma 2, realizada no dia 11 de março para apurar a suspeita de pagamentos de propina em contratos celebrados com o governo do Estado na gestão de 2010 a 2014.

O secretário de Segurança Pública, Fábio Galindo Silvestre, disse que a investigação é o resultado de um trabalho “criterioso, estratégico e que emprega as melhores filosofias e técnicas”.

“A exemplo da Operação Lava Jato, que se desenrola em fases, digerindo todo o volume de informações angariado, a Sodoma trabalha na mesma lógica, avançando passo a passo, alcançando todos os que participaram da organização criminosa investigada”, disse.

A Delegacia Especializada de Crimes Contra a Administração Pública e Contra a Ordem Tributária (Defaz) é integrante do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), que foi criado em 2015 pelo governador Pedro Taques como uma alternativa para melhorar a arrecadação do Estado com a prevenção e repressão de atividades de danos ao erário e lesão patrimonial.

O Cira é formado por vários órgãos que prestam serviços à população, como Ministério Público, secretarias de Segurança Pública e de Fazenda e Procuradoria Geral do Estado.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *