https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/03/748A0312.jpg

CARGA MÁXIMA

Sesp deflagra mais uma ação da operação Carga Máxima

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), deflagrou, na manhã desta quarta-feira (23.03), mais uma ação integrada da Operação “Carga Máxima”, em Cuiabá e Várzea Grande. Foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão, que resultaram na prisão de nove pessoas, além da apreensão de arma de fogo, veículo, dinheiro, diversos aparelhos eletrônicos entre outros objetos provenientes de crime.

A operação “Carga Máxima” acontece em todo Estado para intensificar o combate à criminalidade. Ao todo, 216 policiais militares e civis participaram da operação deflagrada nesta manhã em Cuiabá e Várzea Grande.

O secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Joelson Sampaio, destacou a importância do trabalho integrado das polícias para o alcance dos resultados. “A ação começou com um trabalho forte de inteligência para detectar os pontos de tráfico de droga e, posteriormente, foi realizado o trabalho ostensivo das forças de segurança. Outras ações da operação Carga Máxima devem acontecer em todo o Estado”, ressaltou.

A ação de combate à criminalidade foi realizada em Cuiabá nos bairros Poção, Areão, Altos do Parque I e II, Ipês, Novo Terceiro, Serra Dourada, Pedregal, CPA IV, Dom Aquino, Pascoal Ramos, Carumbé, Jardim Cuiabá e Goiabeiras. Em Várzea Grande foram dois bairros: Jardim do Estados e Vila Arthur.

O delegado-geral da Polícia Judiciária Civil, Adriano Peralta, enfatizou a integração das forças de segurança e os resultados obtidos. “Foi uma união contra o tráfico. Nesta ação, prendemos um escrivão de polícia. Cortamos na própria carne e cortaremos sempre que preciso. A má conduta não será aceita”, reforçou.

Para o comandante-geral da PM, coronel Gley Alves, a operação foi uma importante forma de demonstrar a força policial na repressão ao tráfico de drogas, com forte emprego do serviço de inteligência. “Fizemos um trabalho prévio sobre esses locais, com reunião de informações levantadas pelos nossos núcleos de inteligência, que foram fundamentais para o sucesso da operação. Com levantamento de todo o funcionamento e rotina desses pontos considerados como ‘bocas-de-fumo’”, explicou Alves.

Outras apreensões

Além das prisões, foram apreendidos 38 papelotes de maconha, dois tabletes da mesma droga, duas sacolas de ácido bórico, dois papelotes de pasta base de cocaína, dois cachimbos, uma faca, quatro aparelhos de televisão, 11 aparelhos de celulares, mais de R$ 2 mil em dinheiro, uma espingarda da marca Winchester de calibre 22 sem numeração aparente, um carretel de linha e um isqueiro, notas de dólares, três tablets, um notebook, uma balança de precisão, um veículo Ford KA, uma câmera fotográfica Sony, uma filmadora Sony, oito folhas de cheque, além de uma agenda com as movimentações do tráfico

FOTO: SESP-MT

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *