https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/revólver.jpg

BALA PERDIDA

Morre menino de 4 anos baleado no peito em frente a casa dos avós

Divulgação

O menino Rian Gabriel, de 4 anos, baleado em Madureira, no Subúrbio do Rio, no domingo (27), morreu nesta segunda-feira (29) no Hospital Getúlio Vargas, na Penha.

Ele levou um tiro de bala perdida no peito, enquanto brincava na porta da casa dos avós.

Desesperado após receber a notícia da morte do neto, Milton do Amparo, de 48 anos, desabafou na porta do hospital.

“A Rio de Paz distribuiu ovos de Páscoa e o meu neto tomou um tiro. Que isso? Que covardia danada é essa?”, questionou o avô.

Final de semana violento

O domingo de Páscoa foi violento em dois bairros vizinhos do Subúrbio do Rio.

Em Cascadura, um intenso tiroteio entre milicianos e traficantes terminou com um homem morto e quatro feridos.

Em Madureira, uma adolescente e um menino de quatro anos foram baleados em outro tiroteio.

Os moradores de Cascadura sofreram com um intenso tiroteio no início da noite.

O confronto foi na esquina das ruas João Romeiro e Padre Telêmaco, que dá acesso à rua Clarimundo de Melo, uma das mais importantes do bairro.

Motoristas tiveram que voltar na contramão. Segundo a Polícia Militar, a troca de tiros foi entre milicianos e traficantes, que disputam o controle do morro do Fubá, em Cascadura.

O batalhão de Rocha Miranda já tinha instaurado um inquérito policial militar pra investigar a participação de PMs na milícia que atua na região.

Durante a troca de tiros, pelo menos, três pessoas ficaram feridas e uma morreu.

O batalhão de Rocha Miranda disse que foi acionado e, quando os policiais chegaram, foram recebidos a tiros.

Os PMs encontraram um carro incendiado na Rua João Romeiro. Ao lado, estava um homem morto, identificado como Allan Clayton Barros Gomes.

Moradores avisaram à polícia que já tinham encontrado um ferido. Era um soldado da UPP da Mangueira baleado na mão, na perna e no rosto.

Ele foi levado para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. Outras três vítimas do confronto foram socorridas no hospital: dois homens e uma mulher, Amanda Soares da Silva, de 24 anos, que foi atingida por uma bala perdida na panturrilha, quando estava indo para casa. Ela foi atendida e liberada.

Horas antes, o problema foi em Madureira. Moradores contaram que, por volta das 16h, traficantes do Morro da Serrinha tentaram invadir o Morro do Cajueiro, que é controlado por criminosos de uma facção rival.

Segundo testemunhas, perto do local do confronto, na Rua Fausto Laurindo, uma adolescente de 17 anos, ainda não identificada, foi atingida nas duas pernas por balas perdidas. Ela foi levada para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *