https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/PALÁCIO-PAIAGUÁS.jpg

SAÚDE PÚBLICA

Estado começa vacinação do H1N1 30 de abril e meta é atingir 700 mil pessoas

Divulgação

Começa no dia 30 de abril a 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que segue até 20 de maio.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) esclarece que serão imunizadas 698.212 pessoas no estado durante a campanha, que promove em 30 de abril uma mobilização nacional.

O público alvo ou grupo de alto risco são crianças na faixa etária de seis meses a cinco anos, trabalhadores de saúde das unidades que fazem atendimento para a influenza, trabalhadores do sistema prisional, população indígena, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinicas especiais.

A gerente de Vigilância em Agravos da SES, Cláudia Soares de Sousa, explica que a influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral e é um problema de saúde pública no Brasil.

Esta patologia pode levar a complicações graves e à morte, especialmente, nos grupos de alto risco.

“A cada ano esta gripe pode se apresentar de forma diferente, assim como a infecção pode afetar diferentemente as pessoas. A principal intervenção preventiva em saúde pública para este agravo é sem dúvida, a vacinação”, comenta ela.

Casos notificados

A influenza começou a ser notificada a partir de 2009 quando ocorreu a pandemia no país.

A SES acompanha os casos notificados pelos municípios da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e a confirmação como influenza H1N1 só acontece depois da investigação laboratorial.

Os dados de casos confirmados de H1N1 são: 2009 (196), 2010 (01), 2011 (00), 2012 (11), 2013 (4), 2014 (44), 2015 (00) e 2016 (01).

Este ano, de janeiro a 29 e março, foram notificados 35 casos de SRAG.

Deste total, um caso do município de Cuiabá foi confirmado como H1N1. Seis casos tiveram resultado não detectável para H1N1 e os outros 28 casos ainda estão sob investigação.

Em relação ao número de óbitos há oito casos notificados, sendo um confirmado na Capital e os demais aguardam resultado de exames para confirmar associação com a doença.

Os municípios com registro de SRAG em 2016 são: Cuiabá (10) e Rondonópolis (10), Primavera (02), Pontes de Lacerda (02), Várzea Grande (01), Rosário Oeste (01), Nova Bandeirantes (01), Campo Novo do Parecis (01), Sorriso (01), Araputanga (01), Barra do Garças (01), Campos de Júlio (01), Cáceres (01), Estados Unidos da América (01).

Cuidados básicos

Cuidados simples no dia a dia já ajudam a evitar a doença, como por exemplo: lavar sempre as mãos com água e sabão e ainda passar o álcool em gel; sempre que for tossir ou espirrar usar lenço descartável para cobrir a boca e nariz; evitar o contato com doentes, para não correr o risco de contágio; se tocou em objetos coletivos, como corrimão, não colocar as mãos nos olhos, boca ou nariz; objetos de uso pessoal não devem ser compartilhados, como copos e talheres. Havendo os sintomas, não deixe de procurar um médico.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *