DEBANDADA DO PDT

Zeca Viana não consegue segurar e PSB de Mendes filia prefeito Otaviano Pivetta

“Cansei de esperar que a direção nacional (do partido) mostrasse um rumo para nós que estamos na base, mas o PDT ficou calado, debaixo da saia de um governo em fase final de destruição do Brasil, que rouba a renda de quem produz e suga o salário do trabalhador. Por isso saí”.

Nesta frase o prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta, explica que o levou a trocar de sigla, ontem, em sua cidade, à véspera do apagar das luzes para mudança partidária pelos que pretendem disputar as eleições em outubro.

Pivetta observou que a mudança não foi intempestiva. “Ela foi se cristalizando”. Disse que desde o final de 2015 a discutiu com seu grupo em Lucas com o senador Cristóvão Buarque (DF).

“O senador também se cansou e deixou o PDT pelo PPS. Ele é nacionalista preocupado com o país e endossou minha decisão”. A saída não significa estremecimento com o presidente regional do PDT e deputado estadual Zeca Viana. “O Zeca é meu amigo, colega de atividade rural, mas o diretório regional não se impõe ao nacional”, acrescenta.

Os tucanos em Mato Grosso e na direção nacional convidaram Pivetta ao ninho. “O governador Pedro Taques abriu as portas do PSDB para mim. Conversamos várias vezes sobre isso. Agradeci, mas disse-lhe que me identifico com o PSB e ele apoiou minha decisão”, revela.

Brizolista, Pivetta descarta que a mudança seja ruptura com a doutrina política de Leonel Brizola.

“Ele foi um homem à frente de seu tempo e precisamos seguir seus exemplos. O PDT de Brizola era um; o de agora, é outro completamente diferente”, compara.

Abertamente Pivetta não disse que pretende disputar a reeleição. Nem precisava. Nas entrelinhas declarou-se candidato quando explicou que está à frente de um grupo que tem compromisso com Lucas e sua população e que na prefeitura faz a transição política e administrativa de sua geração para os mais novos.

Adriano Pivetta, prefeito de Nova Mutum e irmão mais novo de Pivetta, é filiado ao PDT.

“Nós caminhamos juntos, ele vai se candidatar à reeleição, porém perdeu prazo para se desfiliar, mas saberá conduzir uma boa coligação em Mutum”, resume Pivetta.

PIVETTA – Otaviano Olavo Pivetta, 56, nasceu em Caiçara (RS) e responde por um império com um grande leque de atividades no agronegócio em Mato Grosso e outros estados.

Mora em Lucas desde 1982. Em dois mandatos consecutivos foi prefeito.

Num curto período foi secretário estadual de Desenvolvimento Rural. Elegeu-se deputado estadual em 2006 e seis anos depois voltou à prefeitura.

A veia política de Pivetta é hereditária. O pai, Tilidio, foi vereador e prefeito de Caiçara. Adriano é prefeito de Nova Mutum pela terceira vez e ele se define enquanto político três em um:

“Político todos somos. Já nascemos políticos, pois convivemos em sociedade e participamos das complexas relações entre as pessoas. Na vida pública, nada nos impede de ser empresários. E uma terceira virtude que tende a ser muito importante na construção de uma nova sociedade: o empreendedorismo cívico, que une Estado e cidadão para produzir capital social. O cidadão é chamado a participar, porque o Estado mostra que sozinho não consegue realizar tudo que precisa”.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *