https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/polícia-civil.jpg

CRIME BRUTAL

Justiça de MT realiza audiência de pastor acusado de matar mãe e filha

Corregedoria da Polícia Civil prende investigador acusado de extorsão . Foto: Divulgação

A Justiça deve realizar nesta segunda-feira (11), às 14h, a primeira audiência  do duplo homicídio em que o pastor Valto dos Reis Mandinga, de 43 anos, é acusado de ter matado a ex-namorada e a filha dela em outubro de 2015.

A audiência deve ser realizada na na Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, em Várzea Grande. Valto nega a autoria do crime.

O pastor evangélico Valto dos Reis Mandinga, 43 anos, foi preso no dia 2 de outubro pela suspeita de ter matado e ateado fogo nos corpos de Simone Feitosa Luz, 37 anos, e Aline Feitosa, 16.

Mãe e filha desapareceram no dia 28 de setembro passado, no centro de Cuiabá, mas os corpos foram encontrados carbonizados no dia seguinte, em um terreno baldio em Várzea Grande.

Valto é ex-namorado de Simone, que estava noiva. A polícia disse que os dois ainda manteriam uma relação amorosa.

Conforme as informações do delegado Geraldo Gizoni, um vigia que trabalha próximo ao local onde os corpos foram encontrados foi a testemunha-chave para a polícia chegar até o suspeito.

Ele contou em depoimento que viu o carro do suspeito passando em baixa velocidade pela região.

O acusado teve um relacionamento de dois meses com Simone em 2014, e após o término continuou mantendo contato com ela.

O pastor está preso no Centro de Ressocialização de Várzea Grande, e teve a prisão convertida em preventiva.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *