https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/04/CELULARES.jpg

XÔMANO

Operação na Penitenciária Central apreende drogas, armas e 106 celulares

Operação Xômano, realizada pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) neste feriado, apreendeu 106 aparelhos de telefonia celular na Penitenciária Central do estado (PCE), maior unidade penal de Mato Grosso.

A ação foi realizada no dia do aniversário de Cuiabá, 8 de abril. A direção da unidade informa que a ação foi executada pelo Plantão Alfa nos Raios 03 e 04 da PCE.

Bebidas artesanais e ‘xuxos’, armas artesanais feitas com barras de ferro, também foram retiradas das celas revistadas.

Foi efetuada ainda a apreensão de uma quantidade considerável de entorpecentes. A ação promovida pela direção da unidade em parceria com diversos setores da Superintendência de Gestão de Penitenciárias visa dar mais segurança a sociedade.

“O estado tem trabalhado para garantir que celulares e drogas não sejam levados para o interior das unidades, mas em uma penitenciária como a PCE, com mais de mil recuperandos, esta função fica um pouco prejudicada. Contudo, os agentes penitenciários têm conseguido manter a disciplina e evitado a continuidade de práticas como o tráfico no interior da unidade penal”, destacou o diretor da PCE, Roberval Barros.

Os investimentos anunciados pelo Governo do Estado no Sistema Penitenciário (Sispen) contribuirão para solucionar estes problemas. “Receberemos 27 portais detectores de metal, 17 detectores de metal manuais, 11 aparelhos raio-x, um escâner corporal e 12 furgões do Ministério da Justiça (MJ)” ressaltou o titular da Sejudh, Márcio Dorilêo.

Os equipamentos foram adquiridos para as Olimpíadas de 2016, com recurso do Fundo Penitenciário Nacional e, após o evento, serão distribuídos entre os estados.

Mato Grosso foi contemplado com 12 furgões, que serão adquiridos por processo licitatório e devem ser entregues até o final do ano.

Em fevereiro, o governador Pedro Taques já havia anunciado que vai investir aproximadamente R$ 12 milhões em equipamentos e veículos.

Serão locados 99 veículos e adquiridos dois mil coletes balísticos e uniformes para todos os agentes penitenciários.

“O governador Pedro Taques tem dado atenção especial à área de segurança, na qual a Sejudh está incluída. Desde maio de 2015 começamos a receber investimentos, como a compra de armamentos para o Sispen no valor de 4,2 milhões; agora, ele cumpre com mais uma promessa de campanha, que é investir na qualidade de vida do servidor penitenciário, comprando novos uniformes, coletes e adquirindo viaturas novas, além de confirmar a realização do concurso para a categoria”, afirmou Márcio Dorilêo.

Os kits dos uniformes são compostos por um coturno, uma calça tática, um cinto tático, camiseta, cobertura (boné), colete operacional e gandola. Cada um dos 2.527 agentes penitenciários que atuam no Sispen receberão dois kits completos de uniforme.

POP

O trabalho de revistas nas 57 unidades que compõe o Sistema Penitenciário (Sispen) é realizado regularmente e segue as normas que constam do Manual de Procedimentos Operacionais Padrão (POP).

O manual padroniza os procedimentos operacionais das unidades penitenciárias de Mato Grosso, contribuindo para o Plano de Modernização do Sistema Penitenciário.

A Sejudh destaca benefícios do manual para os procedimentos empregados no desenvolvimento de diversas atividades, como a adequação da utilização de recursos, uniformização de padrões, com vistas a facilitação do treinamento da mão de obra, além da melhora do nível técnico dos servidores.

“A utilização do POP possibilita o registro do conhecimento tecnológico e os avanços alcançados com esta nova postura”, pondera Dorilêo.

O manual é essencial para fortalecer a segurança dos servidores e também dos recuperandos.

“Ele padroniza como o servidor deve agir desde a revista na entrada e inclusão do recuperando até a revista em autoridades em visita a recuperandos”, conclui o secretário-adjunto de Administração Penitenciária, Luiz Fabrício Vieira Neto.

Veja Mais

Um comentário em “Operação na Penitenciária Central apreende drogas, armas e 106 celulares”

  1. Daniel disse:

    Bla bla bla…. Sejudh só fala e nada de providenciar alguma coisa. Todas as coisas que vieram no ano passado foi coisas que já estava licitado e comprado pela gestão anterior. Essa ainda não comprou nada e só fala. Nem coragem de dar uma data para entrega de alguma coisa não faz.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *