MUDANÇA DE CELA

Juiz de Mato Grosso libera Marcel de Cursi, desembargador e advogado do CCC

O ex-secretário de Estado de Fazenda, Marcel de Cursi, o advogado Júlio César Rodrigues e o desembargador Evandro Stábile, presos nas operações Sodoma, Ventríloquo e Asafe, respectivamente, vão ser transferidos do Centro de Custódia da Capital (CCC).

A decisão é do juiz Geraldo Fidélis, da 2ª Vara de Execuções Penais da Capital, e atende pedido da defesa do advogado Júlio César Rodrigues, que alega estar sofrendo ameaças no CCC.

Ele determinou que advogados e magistrados, presos na unidade, sejam transferidos para uma “Sala de Estado Maior”, como está previsto no Estatuto da Advocacia e da OAB e na Lei Orgânica da Magistratura (Lomam).

Pelo que diz a lei, a sala não pode ter grades e nem portas trancadas pelo lado de fora. Em Cuiabá, não existe um lugar com as características descritas.

Por conta disso, Fidélis estabeleceu um prazo de 10 dias para que o Estado providencie um local, construa ou improvise.

O juiz alertou que em caso de descumprimento da decisão, os réus terão direito a prisão domiciliar. A decisão beneficia os advogados Odacir Antônio Lorenzoni Ferraz e Wagner Rogério Neves de Souza.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *