SEM ACORDO

Sindicato dos médicos de Mato Grosso realiza assembleia e mantém greve em Cuiabá

Os médicos de Cuiabá aguardavam até a noite desta terça-feira (12) o envio de uma proposta por escrito do Executivo Municipal.

Mas isso não ocorreu. Assim, diante da irredutibilidade da Prefeitura que se nega negociar com os profissionais, a categoria deliberou em Assembleia Geral do Sindicato dos Médicos do Estado de Mato Grosso (Sindimed-MT) pela manutenção da paralisação, que já  dura 37 dias.

A greve atinge 100% dos atendimentos ambulatoriais, enquanto urgência e emergência vêm sendo mantidos. Mas a paralisação dos profissionais da atenção básica tem começado a refletir na ponta. De acordo com o diretor do Pronto Socorro de Várzea Grande houve um aumento de cerca de 30% no número de pacientes desde o início da greve.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *