MPE VAI INVESTIGAR

Assembleia Legislativa paga durante 10 meses salário de servidor morto

A suspeita de que um servidor falecido ainda esteja na folha de pagamento da Assembleia Legislativa fez com que o Ministério Público Estadual (MPE) instaurasse um inquérito civil público para apurar o fato.

A investigação será comandada pelo promotor Célio Joubert Fúrio, responsável pela Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Cuiabá.

Conforme denúncia recebida pelo órgão fiscalizador, o servidor J. A. da M. R. recebeu salário por dez meses após a sua morte.

O servidor era lotado no gabinete do deputado estadual Romoaldo Junior (PMDB).

De acordo com a denúncia, ele faleceu em 8 fevereiro de 2014. Com Diário de Cuiabá

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *