https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/PALÁCIO-PAIAGUÁS.jpg

CRISE ECONÔMICA

Contas são críticas e Estado de MT admite reduzir 15% duodécimo dos Poderes

Divulgação

Nesta segunda-feira (18), integrantes da equipe econômica do Governo do Estado de Mato Grosso se reuniram com membros da Administração Superior do Ministério Público para apresentar uma visão sistêmica das contas públicas.

Os dados são preocupantes e demonstram que o atual cenário econômico e fiscal em Mato Grosso vem se agravando com a crise nacional.

“De forma Republicana, viemos ao Ministério Público para dividir preocupações com o agravamento da crise brasileira, que já produz reflexos em Mato Grosso. Queremos somar forças para enfrentarmos esta situação e faremos isso com todos os Poderes”, ressaltou o secretário de Estado de Fazenda, Paulo Ricardo Brustolin da Silva.

De acordo com o procurador-geral de Justiça, Paulo Prado, a reunião se estendeu por quase três horas e após apresentar os dados da situação econômica do Estado, os secretários não descartaram, até mesmo, a possibilidade de redução de 10 a 15% do duodécimo que é repassado ao Ministério Público.

“A reunião foi tensa e as palavras de ordem foram apertar os cintos. O momento é de redução dos gastos e priorização de ações”, afirmou o procurador-geral de Justiça.

Também participaram das discussões: os secretários de Gestão, Júlio Cezar Modesto dos Santos, e de Planejamento, Marco Aurélio Marrafon; a procuradora-geral de Justiça Adjunta, Eliana Cícero de Sá Maranhão Ayres; o Corregedor-Geral, Hélio Fredolino Faust; os secretários-gerais de Administração e de Gabinete, promotores de Justiça Mauro Benedito Pouso e Arnaldo Justino da Silva, e integrantes do Departamento de Planejamento e Controle Interno da Procuradoria Geral de Justiça.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *