https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Policia_civil-e1490622227905.jpg

EX-MARIDO SUSPEITO

Empresário paulista foi assassinado em rotatória da Av. das Torres por ciúmes

Divulgação

O autor do homicídio de um homem, próximo a região da Avenida das Torres, em Cuiabá, foi preso pela equipe da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa, no final da tarde de segunda-feira (18).

Apontado como autor do crime, F. de A. O., é ex-marido da jovem que estava no carro com a vítima Dejalmo Ferreira dos Santos, 36, no momento da execução.

A ação está inserida na operação “Civil na Carga Máxima 2”, deflagrada em todo Estado de Mato Grosso.

O crime aconteceu por volta das 23h50 do dia 10 de abril, próximo a residência da jovem C.C.A.A, no bairro Jardim Imperial, a 500 metros da Avenida das Torres.

A vítima estava com a jovem dentro do carro quando foi abordada pelo suspeito,que  se aproximou do carro e disse “Parou, parou”, em seguida efetuou um golpe de faca contra o pescoço da vítima, que conseguiu arrancar com o veículo antes de começar desfalecer.

Assim que foi acionada, a DHPP iniciou as investigações que levaram a identificação do suspeito.

Ao ser ouvida, a jovem, testemunha ocular do crime, inicialmente, contou a versão de que o crime havia acontecido, no momento em que a vítima havia reduzido a velocidade do veículo, na rotatória da “Viola de Cocho” e disse que não havia nenhum impedimento no seu relacionamento com a vítima.

Porém, durante as investigações e através da oitiva de uma testemunha que mora com a jovem, foi descoberto que C.C.A.A. estava separada há aproximadamente 10 meses, mas que o ex-marido continuava morando em sua casa de favor.

Segundo o delegado Antonio Carlos de Araújo, que coordenou as investigações, no dia do crime a jovem teve uma discussão com o ex-marido, que apesar da separação, não aceitava que ela tivesse um relacionamento com outro homem.

“Ele era extremamente ciumento e durante a discussão, chegou a jogar um tijolo contra o ex-marido”, disse o delegado.

Logo em seguida, a jovem saiu para se encontrar com a vítima e fechou o portão com cadeado, porém o suspeito pulou o muro da casa e em seguida praticou o crime.

Com a autoria identificada, o delegado representou pela prisão temporária (30 dias) do suspeito, decretada pela Justiça e cumprida, na tarde de segunda-feira (18).

Para o delegado, mesmo a jovem tendo ocultado seu relacionamento com o acusado no primeiro momento, ela foi fundamental para o esclarecimento do homicídio.

“A jovem alegou medo do suspeito e de seus familiares, mas a motivação do crime está bem definida, ou seja, trata-se de ciúmes, pois o suspeito não aceitava, mesmo após a separação, que a sua ex-companheira saísse com outro homem”, destacou Araújo.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *