RISCO DE CASSAÇÃO

Vereadores aprovam relatório e investigação contra Lucimar Campos segue

Os vereadores de Várzea Grande aprovaram na sessão ordinária da Câmara, desta quarta-feira (20.04), o prosseguimento da investigação das denúncias contra a prefeita Lucimar Campos (DEM), por suspeita de cometer atos ilegais na Prefeitura Municipal. Os votos pelo arquivamento não alcançaram 2/3, ou seja, 14 votos.

Os parlamentares aprovaram o parecer do relator da Comissão Processante (CP), vereador Fábio Saad (PTC), que solicitou a continuidade do processo de investigação sob a justificativa de que a defesa apresentada pela prefeita admite indícios de atos ilícitos cometidos, mesmo sem terem sido praticados diretamente pela gestora.

Na sessão, o presidente da Comissão, vereador Nilo Campos (DEM), apresentou voto em separado solicitando arquivamento das denúncias, apontando que não existiam indícios de irregularidades na gestão de Lucimar, e que os supostos atos ilegais praticados (apontado nas denúncias) já foram corrigidos pela administração municipal, como o rompimento do contrato com a empresa Dental Centro Oeste (contratado de forma irregular por dispensa de licitação) sem realizar nenhum pagamento.

O vereador Pedro Paulo Tolares – popular Pedrinho (DEM)-, membro da Comissão, chegou apresentar um ofício da Prefeitura de Várzea Grande durante a sessão no qual apresentava defesa da democrata. Porém, na defesa ele acabou “apontando” que ocorreu irregularidade na gestão de Lucimar na contratação de empresa para coleta de lixo.

Pedrinho, ao invés de ajudar na defesa, complicou ainda mais a situação da democrata, apresentou ofício no qual admite indícios de irregularidades na gestão.

Durante a votação, houve um bate-boca entre Nilo Campos e Wanderley Cerqueira. Em seguida, a vereadora Sumaia Almeida deu um “puxão de orelha” em Miguel Baracat.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *