https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/03/ARENA-PANTANAL.jpg

MENDES JÚNIOR

Construtora da Arena está proibida de contratar com órgãos públicos

A empresa responsável pelas obras da Arena Pantanal, em Cuiabá, Mendes Júnior, foi proibida de fazer novos contratos com o poder público, segundo declarou a Controladoria-Geral da União (CGU), em portaria publicada no Diário Oficial que circulou ontem (28).

A construtora está impedida de realizar novos contratos por, pelo menos, dois anos.

Com isso, não poderá ser contratada pelos governos federal, estadual e municipal, visto que a empresa se recusou a prestar informações sobre a investigação.

Diante disso, foi a primeira construtora alvo da operação Lava Jato a ser declarada inidônea. A operação Lava Jato foi deflagrada pela Polícia Federal (PF), conduzida pelo juiz Sério Moro, no Paraná.

A Operação começou investigando uma rede de doleiros e descobriu a existência de um vasto esquema de corrupção na Petrobras, que envolvia políticos de diversos partidos e as grandes construtoras de, praticamente, todo o país.

A nossa reportagem procurou a Secretaria de Estado de Cidades, responsável pela Arena Pantanal, para saber como ficará a situação depois da portaria publicada.

Por meio de assessoria de imprensa, a Pasta informou que o contrato com a Mendes Júnior foi assinado em 2010.

Essa decisão se refere a novos contratos, portanto a Construtora continua como responsável.

A Mendes Júnior venceu a licitação para a obra da Arena em março de 2010.

O valor do contrato original, na época, passou de R$ 342 milhões para R$ 420 milhões.

Hoje, estima-se um custo de R$ 600 milhões. A quantia não incluía o custo de assentos, telão e tecnologia da informação.

A Arena tem capacidade para aproximadamente 44.336 torcedores.

O estádio recebeu 4 jogos do Mundial da Fifa de 2014 e ainda recebe jogos de campeonatos locais e nacionais. Mas as obras ainda não foram finalizadas.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *