https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/detran-de-mato-grosso-e1508254412194.jpg

DENÚNCIA DO SINETRAN

Com arredação perto dos R$ 2 mi, Detran sofre com falta de água; orgão nega

Divulgação Detran ‘quebra’ contrato com terceirizada e economiza R$ 14 milhões. Foto: Assessoria

Detran ‘quebra’ contrato com terceirizada e economiza R$ 14 milhões. Foto: Assessoria

Num órgão com arrecadação diária chegando a R$ 1,7 milhão, a falta de água tem prejudicado os servidores e usuários.

A situação ocorre na sede do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso. A denúncia é de servidores do departamento.

Segundo eles, o problema se arrasta desde 2015 devido a um vazamento na caixa d’água. A presidente do Sindicato dos Servidores do DETRAN Daiane Renner diz que o fato é de conhecimento da diretoria que nada faz em relação.

“O problema vem acontecendo há mais de um ano; é uma coisa tão simples de ser resolvida e que está prejudicando sem necessidade os servidores e usuários dos serviços”, disse Daiane.

Informações do DETRAN apontam que a unidade realiza por dia em média 400 atendimentos no setor de habilitação, 900 atendimentos no setor de veículos e até 200 atendimentos no setor de vistoria.

Na sede, segundo a presidente do sindicato, trabalham 300 servidores que têm que conviver com o problema da falta de água diariamente.

“O problema é constante, várias vezes os servidores tem que trabalhar até mesmo com a unidade suja, pois até para a limpeza falta água. Mesmo com a situação, o atendimento continua normal e o servidor é obrigado a trabalhar em situação insalubre”, disse.

O usuário dos serviços do Detran Felipe Arruda de Campos confirma que esteve na unidade há duas semanas e que o problema de fato acontece.

“O lugar estava muito precário, parecia até que não foi limpo. O banheiro não tinha água. Essa situação é lamentável, pagamos nossos impostos e temos direito a um serviço de qualidade”, afirmou.

O Departamento Estadual de Trânsito, por meio da assessoria de imprensa, disse que a informação não procede. Quanto ao problema de vazamentos na estrutura de abastecimento, o órgão confirmou que “foi identificado e as providências foram tomadas”.

Segundo a autarquia, como a estrutura é antiga, surgiram vazamentos na rede de distribuição de água e os reparos serão feitos.

Para isso foi aberto processo de contratação da empresa que está em fase final e custará pouco mais de R$ 11 mil.

“Todo processo de contratação de empresas pelos órgãos públicos passam por trâmites legais até a finalização do processo o que demanda tempo, mas são procedimentos necessários. Enquanto o processo não é finalizado, eventualmente quando há falta de água, o Detran-MT conta com o apoio da SESP, por meio do Corpo de Bombeiros, que atende órgãos públicos para abastecimento em casos emergenciais, mas periodicamente não ocorre falta de água de modo que afete o atendimento da autarquia”, destacou, em nota.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *