https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/11/eder1.jpg

APÓS 150 DIAS

Supremo manda soltar Eder Moraes; ex-secretário deixa cadeia nesta terça-feira

O advogado Ricardo Spinelli, que patrocina a defesa do ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso, Eder Moraes, em entrevista ao Mato Grosso Mais, informou que o ex-gestor só deve deixar o Centro de Custódia de Cuiabá, nesta terça-feira (10).

Segundo Spinelli, o motivo é por causa do trâmite burocrático, já que o juiz federal da 5ª Vara Criminal de Cuiabá, Jeferson Schnneider, só deve ter conhecimento da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, que determinou a liberdade de Eder Moraes, na tarde de hoje (9).

Eder está preso desde o início de dezembro do ano passado, após ter descumprido, segundo a Polícia Federal, em 92 duas vezes, durante dois meses a medida restritiva do uso de tornozeleira eletrônica.

Moraes é considerado o principal alvo das várias fases da Operação Ararath.

Ele já teve em torno de quatro prisões preventivas decretadas pela Justiça Federal de Mato Grosso, apenas uma delas foi dada pelo Supremo Tribunal Federal.

Éder Moraes é suspeito de liderar um esquema de desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro através de “bancos clandestinos”.

Em novembro do ano passado, Eder Moraes foi condenado a 69 anos de prisão, em regime fechado, pelo juiz Jeferson Schneider, por lavagem de dinheiro, falsificação de documentos, além de outros crimes.

A decisão do ministro Dias Toffoli em conceder o HC é por causa das falhas na fiscalização das tornozeleiras eletrônicas.

A defesa de Eder Moraes conseguiu mostrar ao ministro falha da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos na fiscalização ao preso pelo monitoramento eletrônico.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *