LAVA JATO

OAB avalia apelar à Justiça para demitir ministros de Temer que estão sob investigação no STF

Políticos investigados pela operação Lava Jato, que apura corrupção na Petrobrás, não podem chefiar ministérios do governo Michel Temer, por isso o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Claudio Lamachia, considera apelar à Justiça para demiti-los.

“Faço o alerta de que a nomeação de investigados contraria os anseios da sociedade e não deveria ser feita”, disse Lamachia em nota.

Os ministros Romero Juca (Planejamento), Henrique Eduardo Alves (Turismo) e Geddel Vieira Lima (Governo), por exemplo, são investigados ou foram citados nas investigações da Lava Jato. Agora estão protegidos por foro privilegiado. Com Diário do Poder

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *