OPERAÇÃO RÊMORA

Suposto líder de esquema na Secretaria de Educação, empresário pede liberdade ao Tribunal de Justiça

A defesa do empresário Giovani Belato Guizardi, dono da Dínamo Construtora e alvo da Operação Rêmora, impetrou um habeas corpus em que pede sua liberdade junto ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT).

A medida foi protocolada às 16h05 da última segunda-feira (16) pelo advogado Rodrigo Mudrovitsch. O caso já está concluso para decisão do desembargador Rondon Bassil Dower Filho.

Giovani Guizardi é apontado pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) como o líder do suposto esquema que teria fraudado 23 licitações da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), cujas obras estavam orçadas em R$ 56 milhões.

As fraudes ocorreriam mediante pagamento de propina de empresários interessados, que “dividiam” as obras entre si.

Guizardi está preso no Centro de Custódia da Capital desde o dia 3 de maio, data em que foi deflagrada a operação.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *