https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/martelo-de-juiz.jpg

8 DE JUNHO

Problemas de saúde de juíza faz julgamento de acusado de matar Auro Ida ser adiado

Divulgação

Por causa da licença médica da juíza Ana Cristina Mendes, o julgamento de Rubens Alves de Lima, de 34 anos, acusado de mandar matar o jornalista Auro Ida, morto em 2011 aos 53 anos – foi transferido para o dia 8 de junho, às 13h30. O júri deveria ser realizado nesta quinta-feira (19).

O acusado está preso no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC) desde 2013, quando se entregou espontaneamente à Justiça, após ficar foragido durante dois anos.

Ele é acusado de ser o mandante do crime, uma vez que teve um relacionamento com namorada do jornalista, Bianca Naiara.

Além dele, mais duas pessoas já foram condenadas por envolvimento no homicídio do jornalista, ocorrido em julho de 2011.

O crime

Ida foi assassinado com seis tiros no tórax e na cabeça, enquanto deixava a namorada Bianca na porta da casa dela, no bairro Jardim Fortaleza.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Estadual, o crime teria ocorrido por encomenda do ex-marido de Bianca, Rubens de Lima, e de Rafael Aparecido Queiroz de Amorim Veiga, uma vez que Ida também manteria relacionamento com a namorada do rapaz, a estudante Pâmela Cristina Bastos.

Rafael foi condenado a três anos de internação pelo crime e foi julgado separado dos demais porque, na época, tinha 17 anos.

Segundo a denúncia do MPE, Alessandro Silva Paz, que seria um intermediador do crime, teria oferecido a Peres, conhecido como “Baby”, R$ 1,5 mil mais a pistola calibre 380, utilizada no homicídio como pagamento pela execução de Auro Ida. Com Midianews

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *