POLÊMICA GROSSA

Servidores do TJ/MT esperam bom senso da ALMT para derrubar veto do RGA

Os servidores do Tribunal de Justiça de Mato Grosso amanheceram esta sexta-feira (20) atônitos com a notícia de que o governador em exercício, Carlos Fávaro (PSD), vetou, de forma integral, o Projeto de Lei nº 66/2016, que prevê a concessão do Reajuste Anual Geral (RGA) dos servidores do Poder Judiciário do Estado aprovado pela Assembleia Legislativa.

O projeto de Lei, de iniciativa do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, tinha o objetivo de conceder aos servidores do Judiciário a revisão geral anual das tabelas de subsídio, para o exercício de 2016, a partir da data de 1º de maio de 2016, na porcentagem de 11,28%.

Fávaro diz que o projeto de Lei merece ser vetado “por ausência de interesse público, considerando a grave crise econômica do Brasil e do Estado de Mato Grosso, e que apesar da independência financeira dos Poderes, o orçamento público é uno”, diz trecho publicado no Diário Oficial do Estado, desta sexta-feira (20).

O governador diz que o Tribunal de Justiça tem que ter a “compreensão de que se trata de um momento de união, sendo imprescindível um pacto contra a crise, de modo que o esforço deve ser suportado não só pelos servidores do Poder Executivo, pois apenas com o trabalho em conjunto pode ser superada a crise financeira que atinge todo o país”, diz outro trecho do veto.

O Tribunal de Justiça aposta no bom senso dos deputados estaduais para derrubar o veto e aprovar a Lei.

O clima no TJ não é bom e o resultado desse veto pode provocar um coro ainda maior junto aos servidores do executivo, que anunciaram greve geral para o próximo dia 24 de maio, terça-feira.

O presidente do TJ, desembargador Paulo da Cunha, está em viagem e ainda não há uma informação oficial do Poder Judiciário sobre o assunto.

O governador Pedro Taques (PSDB) que está em viagem aos Estados Unidos deve chegar este fim de semana ao Estado e pegar de cara muita gente nervosa.

Veja Mais

Um comentário em “Servidores do TJ/MT esperam bom senso da ALMT para derrubar veto do RGA”

  1. desconhecido UMA PESSOA QUE QUER MUITO VER A VITÓRIA DOS SERVIDORES DO TJMT disse:

    SENHOR GOVERNADOR “ESTAMOS FALANDO DE REALIDADES VIVIDA PELO FUNCIONÁRIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO.,” VETAR UM PROJETO DE LEI, PARA PESSOAS QUE ESTÃO COM SEUS ORÇAMENTOS, A BEIRA DO ABISMO, COMO É A REALIDADE DAQUELA CASA DE JUSTIÇA,
    E BASEAR EM INFLAÇÃO PELO QUAL ESTA VIVENDO O BRASIL, E O ESTADO, É MERAMENTE UM PONTO DE EXCLAMAÇÃO NA CONSTITUIÇÃO, QUE SIGNIFICA QUE TODOS TEMOS DIREITO, A REAJUSTE SALARIAL, AO QUAL OS FUNCIONÁRIOS DAQUELA CASA DE JUSTIÇA, ATÉ O MOMENTO, TEM SE DEPARADO APENAS COM PERDAS SALARIAIS, ENTÃO, NÃO VEJO, PORQUE OS SENHORES, VETAREM, UMA DATA BASE, DE UM FUNCIONÁRIO, QUE ESPERA O ANO TODO DE SEU LABORIOSO DIA DE TRABALHO ESPERANDO UM ANO INTEIRO, SIMPLESMENTE, PARA RECEBER UM NÃO DE UM GOVERNADOR, QUE TERIA, QUE DAR PELO MENOS SEU VOTO DE APOIO MORAL E ÉTICO.
    ME DESCULPE SENHOR GOVERNADOR, PERANTE O ESTADO ISSO É UM MAU EXEMPLO DA SUA PARTE, E DE QUEM O ACOMPANHA, BARRANDO UM REAJUSTE PELO QUAL, É BASEADO EM LEI, E LEI CONSTITUCIONAL, O SENHOR VETANDO UM PROJETO DE LEI, DESSES COITADOS, ESTA AJUDANDO A EMPURRAR NO ABISMO, VÁRIOS ELEITORES, QUE NA OUTRA ELEIÇÃO TI ELEJERAM, E ESPERARAM MUITO DO SENHOR, COMO DIZIA A MINHA AVÓ, SANTO DE CASA NÃO FAZ MILAGRES, MAS VAMOS ESPERAR POR JUSTIÇA, do alto. Deus é maior….

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *