https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Policia_civil-e1490622227905.jpg

MONSTRO PRESO

Estuprador de Mato Grosso é preso pela Polícia Civil usando nome falso

Divulgação

A Polícia Judiciária Civil prendeu um jovem de 21 anos acusado de dois roubos seguidos de estupro e um roubo, cometidos em três cidades do Norte do Estado.

O suspeito foi preso em cumprimento de mandado de prisão por policiais da Delegacia de Polícia de Sorriso (420 km ao Norte), na manhã desta segunda-feira (30.05).

O delegado de Sorriso, Bruno Sérgio Magalhães Abreu, disse que o suspeito apresentou-se aos policiais com nome falso, por estar sendo procurado por roubo cometido em Marcelândia (710 km ao Norte), local em que teve a prisão decretada em 19 de maio de 2016, e também por roubos seguidos de estupros em Cláudia e Sorriso.

O suspeito foi reconhecido pela voz e pela tatuagem que tem no braço direito como autor do roubo seguido de estupro, cometido no final de semana de 21 para 22 de maio em Sorriso.

A vítima contou que estava em casa com a filha de 14 anos, quando o imóvel foi invadido pelo suspeito simulando estar armado.

Depois de pegar pertences, o acusado obrigou a vítima a tirar a roupa para que ele praticasse o estupro.

A penetração não foi consumada e o suspeito, sob ameaça, determinou que a vítima praticasse sexo oral, caso se recusasse iria cometer o mesmo ato com a filha menor.

A sequência de crimes começou na madrugada do dia 13 de maio, em Marcelândia.

O suspeito armado com uma faca, invadiu uma residência, rendeu três pessoas da mesma família, trancando-os em um dos cômodos da casa.

Em seguida, fugiu no veículo Gol da família, que foi abandonado depois de capotar e ficar sem combustível, no município de Cláudia (620 km ao Norte), onde cometeu mais um roubo seguido de estupro e furtou uma motocicleta para continuar a fuga.

Em Claúdia, no mesmo dia, 13 de maio,  uma jovem 18 anos foi roubada e estuprada pelo suspeito.

Segundo o boletim de ocorrência, o bandido, armado com uma faca, entrou pela janela do banheiro e ao encontrar a vítima arrancou seu celular e depois a arrastou para os fundos da casa, onde tentou estuprá-la.

Somente não conseguiu  porque percebeu movimentação ao redor do imóvel.

O suspeito ameaçou de morte a vítima, caso ela o denunciasse.

Da residência, suspeito levou também um chinelo azul da vítima, que depois foi encontrado em outra casa furtada no dia 14 de maio, no mesmo modus operandi, de onde subtraiu uma motocicleta e R$ 150 encontrados, que estavam em cima da geladeira, enquanto a vítima dormia.

O preso será interrogado e encaminhado a unidade prisional da região. Ele era morador de Várzea Grande e estava residindo em Sorriso.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *