https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/POLÍCIA-MILITAR.jpg

EFEITO RGA

Insatisfeita com Governo, Polícia Militar tem queda em 90% dos flagrantes em MT

Divulgação

Governo do Estado convoca mais 1.340 candidatos do concurso. Foto: Divulgação

A falta de consenso entre o Governo do Estado e os servidores públicos por conta da Reposição Geral Anual (RGA) começa a provocar efeitos colaterais.

Segundo informações da Associação dos Oficiais (ASSOF), os militares estão insatisfeitos com as negociações com o Estado que não avançam por conta do RGA.

Neste sábado (4), a Assof, juntamente com as Associação dos Subtenentes e Sargentos (ASSOADE), Associação dos Cabos e Soldados (ACSMT) e Associação dos Militares Inativo e Pensionistas (ASMIP), divulgou uma nota criticando duramente o Governo do Estado por conta do não pagamento integral do RGA e de ter acionado a Justiça para evitar a greve dos militares.

Segundo a Assof, os militares não estão paralisados, mas trabalhando.

Mas o efeito do RGA provocou uma queda na produção dos PMs.

De acordo com a Assof, em dias normais, o número de flagrantes feitos pelos militares pode chegar a 20, mas na última semana, já com a greve geral tendo começada com servidores de outras categorias, caiu para apenas dois flagrantes, uma queda de 90%.

A situação tende a ficar mais delicada, já que o Estado só conseguiu avançar em 1% a proposta de pagar a RGA, chegando a 6%.

Os servidores públicos decidiram não aceitar e a greve geral deve continuar esta semana.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *